" EM TUDO O QUE CONSTRUIRMOS, O PRINCÍPIO BÁSICO É QUE SEU ALICERCE SEJA FORTE, SÓLIDO E CONSTANTE PARA QUE POSSA SUPORTAR TODAS AS INTEMPÉRIES QUE VIRÃO CONTRA , DA MESMA FORMA NOSSA VIDA EM FAMÍLIA. " - Parte 1

23/03/2015 10:11
               Famílias alicerçadas na rocha - Parte 1
Você sabe que o desejo do diabo é destruir o Reino de Deus o seu poder e propósito na terra.
Não precisa ser muito esperto para saber que ele procura atacar a base sobre a qual o reino se fundamenta.
Se a família puder ser destruída, o Reino irá fracassar.
Na verdade Satanás fez a sua primeira oposição à vontade de Deus na terra procurando enganar e destruir a primeira família formada – Adão e Eva.
Todos nós conhecemos bem esta história. No entanto, talvez não percebamos que o diabo nunca mudou o seu plano básico de ataque.
Ele ainda procura destruir o plano de Deus, enfraquecendo o alicerce do lar e da família temente a Deus.
Satanás sabe disto, portanto, o seu ataque dos finais dos tempos será direcionado a destruição moral do lar e da família.
Temos visto o efeito dos seus esforços em todo o mundo.
Atualmente, não é muito fácil encontrarmos casais felizes. Contudo a estabilidade conjugal deveria ser a regra e não a exceção.
Deus fornece na sua Palavra vários conceitos que, se praticados, facilitam o esforço que as pessoas fazem para atingir o ideal de construir um lar feliz.
Se você está enfrentando problemas no seu casamento, não corra de Deus, mas para Deus.
Temos visto os efeitos dos esforços do diabo em todo o mundo.
Deus tem princípios para a família, onde quer que estes princípios sejam quebrados acontecem trágicos problemas sociais.
E o que é pior: muitas vezes essas coisas acontecem até dentro de lares cristãos.
Tudo isso é motivo para cair num desespero total se não fosse outro princípio divino: Romanos 5: 20
Além disso, Deus prometeu que nestes últimos dias que Ele derramaria do Seu espírito sobre toda carne.
Em outras palavras ainda que Satanás esteja se movendo, atuando com uma grande ira porque ele sabe que seu tempo é curto.
Deus estará se movendo com um poder maior ainda. Portanto é a ele que nós devemos recorrer. Lucas 1:17
Estas promessas não somente nos dão esperanças para o futuro, mas também nos dão uma grande lição para as nossas vidas no presente momento.
Quem aqui quer edificar um lar na rocha, um lar temente a Deus?
Para isso precisamos com muita sabedoria nos atentarmos para alguns princípios da PD.
Muitos se preocupam com a sua vida espiritual e negligencia a vida daqueles que o cercam.
Existe um mandamento do Senhor que diz que devemos amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Amar é um mandamento do Senhor.
Amar não é apenas um sentimento, amar é um verbo (ação) algo que eu tenho que fazer.
Muitos não entendem a diferença entre gostar e amar.
Mesmo que você não gosta de alguém você tem de amar essa pessoa.
Realmente existem muitas pessoas de difícil convivência, que não gostamos das coisas que elas fazem, mas podemos e devemos amá-las.
Não podemos fazer do não gostar um pretexto para não amar.
O amor precisa ser demonstrado para os filhos através de palavras, elogios, toques…
A maior segurança para uma criança ou mesmo para um filho maior é o amor que o pai e a mãe sentem um pelo outro.
Quando o casal investe no companheirismo, intimidade, respeito, compreensão, fidelidade, afeto aumentam as chances de o casamento dar certo.
O lar se estabiliza e se desenvolve quando o amor envolve todos os seus integrantes.
O amor é contagiante e se propaga, e se o casal se ama lógico que amarão os filhos também.
O amor entre o casal será um modelo para as relações dos filhos entre si.
Quando não havia tanta tecnologia as famílias não eram tão desagregadas como hoje.
Em geral todos tomavam as refeições juntos e costumavam conversar sobre assuntos e problemas comuns.
Atualmente as famílias não se reúnem mais. O lar mais parece uma pensão onde a maioria dos moradores só retorna para dormir.
A necessidade financeira fez com que grande parte das mulheres precisasse ajudar na renda familiar. Os filhos passaram a depender de babás, creches ou da incerteza das ruas para serem educados. Como consequência os valores morais que antes eram comunicados no convívio do lar foram contaminados e deturpados. Sem contar os meios de comunicação foram condicionando as novas gerações a alargar seus horizontes utilizando o sexo como é mostrado na televisão. A violência propagada nos filmes e o consumo crescente de drogas.
Na PD em Dt 6;6-9, lemos que os pais são responsáveis por transmitir aos filhos valores morais para que eles aprendam a viver, a adorar a Deus e a amá-lo e obedecer a Ele.
Podemos dizer que hoje em dia milhares de famílias estão doentes.
Sendo assim como podemos cuidar da nossa família para que ela não seja contaminada?
Nós precisamos resgatar e restaurar os valores perdidos, ensinar aos nossos filhos quais são os padrões bíblicos, imprimir esses conceitos na vida deles por meio do nosso próprio exemplo e incentivá-los a confiarem no Senhor.
Jesus disse que para podermos ter sucesso em nossa vida, principalmente em nossa família, precisamos construir nossa casa, nossa família sobre a rocha.
Ler Mateus 7:24-27
Jesus disse que se você construir a sua casa sobre a rocha, você não ficará imune a ventos a chuvas e a tempestades. Mas ele nos garante que se construirmos nossa casa sobre a rocha, a casa não cai. A construção da casa sobre a rocha é feita aos poucos e é feita a cada dia. A cada atitude, a cada comportamento, a cada momento vivido na sua vida familiar. Você esta construindo algo que vai permanecer, ou algo que vai desabar lá na frente? Construir na rocha é observar as palavras de Deus, não sejamos apenas ouvintes. Construir na rocha requer esforço, construir na areia é fácil, Na areia é fácil para cavar, construir na rocha é duro, duro de cavar. A rocha é firme, a areia é mole, macia, porem perigoso. Se você pensa que construir uma família é fácil, depende do alicerce que você quer pra ela. Se você pensa que constituir uma família alicerçada na rocha é fácil, você está enganado. Quando se constrói na areia você pode até achar que construiu rápido e agradou a todos, até parece que tudo esta acomodado. Só que você deixou de misturar em meio à argamassa da construção alguns NÃOS. Você diz sim pra tudo, você quer facilitar as coisas, você não quer entrar em choque com ninguém dentro de casa. As coisas acabam saindo do eixo a sua casa vai sendo construída na areia. O problema é quando vêm as tempestades. E Jesus diz que a tempestades virão, Jesus diz que o vento virá na minha casa na sua casa. O que se faz necessário é saber onde estamos firmando nossa casa. Pais, não adianta você repassar a culpa para os seus filhos quando você foi fraco na educação deles.
Como desenvolver um relacionamento correto com os seus filhos:
Um pai deve guiar guardar e suprir as necessidades da sua família. Com amor e sabedoria ele deve treinar e disciplinar os seus filhos para o próprio bem deles. Um pai temente a Deus estará disposto a entregar a sua própria vida, o seu tempo, energia e lazer para o bem estar de seus filhos. Ele coloca as necessidades deles antes de seus próprios interesses. Um pai temente a Deus proporciona uma segurança para a sua família, guardando-os. Ele fornece segurança para sua família dirigindo-os. Um pai não somente supre as necessidades físicas do seu filho, mas também toma o tempo necessário para tornar-se amigo deles. Ele não somente ensina como devem trabalhar, mas também como devem rir e brincar. Ele compartilha das suas alegrias e das suas tristezas. Enfim o verdadeiro pai realmente se interessa pelos seus filhos. Igualmente a mãe, pois ela é auxiliadora. A consequência disto é que os filhos respeitarão seus pais e mais prontamente responderão às suas palavras de correção e instrução. Eles ouvirão não por dever, mas porque querem ouvir.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!