" APRENDENDO A VIVER A VIDA CRISTÃ NA PRÁTICA DIÁRIA, ATRAVÉS DOS SÁBIOS CONSELHOS DOS PROVÉRBIOS BÍBLICOS. " - SEXTA FEIRA

25/08/2017 10:08
Provérbios 25:3
 
Como a altura dos céus e a profundeza da terra, assim o coração dos reis é insondável.
 
O céu é mais alto do que você possa conhecer, e a terra é mais profunda do que você possa explorar. Nem tampouco você pode explorar o verdadeiro coração de um rei. Ele tem em sua alma - informações classificadas, encargos, planos, ameaças, conhecimento, e sabedoria que você não consegue descobrir. É tolice e presunção julgá-lo baseado na sua bastante limitada perspectiva de questões nacionais.
 
Salomão foi um rei e filho de um rei. Ele foi o mais sábio político na história da terra. Tendo exaltado a honra do rei em entender as questões (Pv 25:2), ele contrastou a inabilidade do cidadão de descobrir ou entender as decisões e as ações do seu rei. Temos aqui a sabedoria de Deus para ensiná-lo a respeitar os governantes civis (Êx 22:28; Rm 13:1-7; Tt 3:1).
 
Quão alto é alto? Quão alto é o céu? Qual a distância até a beira do universo? Quão profundo é o fundo? O que está no centro da terra? Estas são questões a respeito das quais os homens só podem especular a respeito. Eles não podem, verdadeiramente, conhecer ou entender. A comparação inspirada mostra a inferioridade do homem em várias questões - aqui está o questionamento a respeito dos governantes civis. (Sl 103:11; Is 55:9)
 
Muitos arfaram na corte de Salomão quando ele pediu uma espada para dividir uma criança em dois. Ficaram indignados! Matar uma criança? Dar metade dela a cada mulher? Que brutalidade? Porque ele foi tão impulsivo? Porque não investigar mais? Solucionar uma morte com outra morte? Porque não selecionar um júri dos seus nobres? Porque não pagar a um defensor público e levar seis meses para não descobrir nada? Porque não pagar pelo tempo preso? O rei tinha sabedoria em seu coração (IRs 3:16-28)!
 
Salomão quebrou uma forte promessa feita à sua mãe quando ela pediu por Abisague em nome de Adonias (1 Reis 2:12-25). E ele matou seu irmão pela audácia dele em pedir! Salomão protegeu o seu reino, que lhe fora dado por Deus, de um usurpador (IRs 1:5-7). Uma promessa feita à sua mãe era nada. Poderia parecer uma mentira e assassinato para você, mas o coração do rei é inescrutável!
 
Algumas das palavras mais duras do Novo Testamento são para aqueles que criticam os governantes civis (IIPe 2:10-12; Jd 1:8-10). Deus ridicularizou a ignorância deles a respeito do governo e declarou que eles deveriam ser destruídos como animais brutos. Ele revelou que nem mesmo os anjos não falam com desrespeito contra os governantes. Ele os condenou por serem presunçosos e obstinados. Eles são culpados por um dos pecados que Ele mais odeia - desrespeito àqueles que estão em autoridade.
 
Seu presidente trata diariamente com mais informações do que você e dez dos seus mais espertos amigos conseguiriam analisar em um mês! Ele se depara com enormes pressões vindas de muitas direções em todas as decisões a tomar. Criticar suas ações é verdadeira tolice e presunção obstinada, considerando que você não tem a mínima ideia a respeito do que está acontecendo. E alguns panfletos ou sites na internet, contrárias ao governo, não acrescentam nada à sua sabedoria ou habilidade, porque eles também não sabem nada!
 
Entendendo que isso é verdade a respeito de reis e presidentes, a sabedoria deste provérbio se aplica a todos os níveis de autoridade. Pais tomam decisões familiares que as crianças não entendem. Homens de negócios tomam medidas que os empregados não podem compreender, pois eles têm deveres e conhecimentos em seus corações maiores do que um intervalo para o café e o bater o ponto. Pastores supervisionam o rebanho de Deus com fardos, convicções, conhecimento e objetivos desconhecidos da maioria dos membros.
 
Se você critica os dirigentes por coisas que você não consegue nem mesmo aprender, nada mais justo que aqueles sob a sua autoridade se levantem em rebelião e rejeitem suas decisões. Nada mais justo e certo que eles desrespeitem você. Nada mais justo que as coisas não funcionem na sua vida, porque você acusou ou criticou governantes nomeados por Deus, que conhecem mais do que você consegue ser ensinado.
 
Você é capaz de aplicar um provérbio? Honre seus dirigentes, até mesmo em seus pensamentos, mesmo que as decisões deles lhes parecem terrível (Ec 10:20; IRs 12:1-4; IPe 2:13-17)! Honre a teus pais, respeitando as regras e os desejos deles, até mesmo em suas expressões faciais (Pv 30:17; Dt 27:16; Ef 6:1-3). Sirva os seus empregadores como se servisse a Cristo, mesmo quando forem injustos (Ef 6:5-8; IPe 2:18-23). Obedecei a seus pastores como quem tem um dever profundo e santo pelas suas almas (Hb 13:7,17).
 
Se você está preocupado a respeito das decisões que estão sendo tomadas e o futuro da sua nação, então ore por seus governantes. Não os censure nem os critique! Ore por eles! Esta é a vontade de Deus para você, mesmo quando os governantes são pagãos opressivos (ITm 2:1-3; Jr 29:4-7; Ed 6:10). Que diferença fará se Deus está totalmente no controle (Dn 2:20-22)?
 
Existe um Rei que você nunca sondará! Ele é o Rei dos reis! "Todos os moradores da terra são por ele reputados em nada; e, segundo a sua vontade, ele opera com o exército do céu e os moradores da terra; não há quem lhe possa deter a mão, nem lhe dizer: Que fazes?" (Dn 4:35) Caro leitor, você honra o Rei? Você confia Nele? Você obedece todos os Seus pedidos, mesmo quando você não os entende?
 
Você nunca sondará este Rei, mas Ele sondará cada detalhe da sua alma. Você prestará total conta da sua vida a Ele, até das palavras ociosas (Rm 14:10-12; IICo 5:9-11; Mt 12:36)! Tudo que você pensou, disse e fez está escrito no livro Dele, que será aberto para analisar o seu triste caso (Ap 20:11-15).
 
Se você é um dos que pertencem a Ele, Ele inexplicavelmente declarará você como sendo o Seu próprio filho, a todo o universo e lhe dará uma herança eterna inacreditável. Você será aceito na felicidade celestial, enquanto que o ímpio descerá às profundezas do inferno, tudo pela misericórdia e mérito de um substituto que Ele providenciou que é Jesus Cristo. O coração do rei é insondável!
 
Paulo escreveu a respeito Dele à luz da salvação. "Ó profundidade da riqueza, tanto da sabedoria como do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Quem, pois, conheceu a mente do Senhor? Ou quem foi o seu conselheiro? Ou quem primeiro deu a ele para que lhe venha a ser restituído? Porque dele, e por meio dele, e para ele são todas as coisas. A ele, pois, a glória eternamente. Amém!" (Rm 11:33-36).

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!