" APRENDENDO A VIVER A VIDA CRISTÃ NA PRÁTICA DIÁRIA, ATRAVÉS DOS SÁBIOS CONSELHOS DOS PROVÉRBIOS BÍBLICOS. " - SEGUNDA FEIRA

04/02/2019 13:37
Provérbios 4:18
 
 
Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.
 
 
Preste atenção, leitor! Este provérbio é para a sua vida! Deus confronta cada homem com a verdade em alguns pontos cruciais de sua vida. A maioria dos homens se rebela e a rejeitam, e Ele com justiça os cega numa escuridão perpétua para algumas verdades ou para todas. Os homens bons se regozijam e obedecem a verdade que Ele oferece, e Ele os recompensa com mais luz e entendimento. Sua luz os conduz sempre adiante para mais verdade, até que chega o dia do perfeito entendimento no céu.
 
No contexto Salomão advertiu o seu filho contra o caminho dos ímpios (Pv 4:14-17). Ele disse para o seu filho não entrar nele; dizendo para evitá-lo, desviar-se dele e afastar-se dele. Depois de lhe dar uma descrição maravilhosa do caminho do justo em nosso provérbio, ele disse ao filho que o caminho dos maus era escuridão; eles nem sabem o que os faz tropeçar (Pv 4:19).
 
Existe evidência suficiente na criação visível para saber que há um Deus com eterno poder e um Ente Supremo (Rm 1:18-20; Sl 19:1-6). Os homens não têm desculpa. Mas quando se tornam vãos em seus pensamentos e rejeitam este conhecimento, Deus obscurece os seus corações e lhes entrega a pensamentos e condutas ignorantes (Rm 1:21-23). Esta é a raiz e a origem básica da perversão da sodomia (Rm 1:24-27). Verdadeiramente um caminho escuro!
 
Considere Faraó. Ele rejeitou o SENHOR, mesmo tendo Moisés produzido sinais e pragas poderosas sobre a sua nação. Portanto, Deus endureceu o seu coração, e ele tolamente pegou o seu carro de guerra e desceu ao Mar Vermelho para a sua própria destruição. O que o cegou para o perigo óbvio de tal escolha? O SENHOR o cegou (Êx 14:4,17)!
 
Deus também confronta os homens com a verdade encontrada na Bíblia. Se eles rejeitam a verdade por qualquer razão, Ele cegará seus entendimentos e os abandonará ao engano e à desilusão dos seus próprios corações e dos outros homens. Deus prometeu enganar os profetas quando os homens viessem indagar deles tendo ídolos em seus corações (Ez 14:4-11). Jesus falou em parábolas para o endurecimento dos corações dos judeus (Mt 13:10-17). E Deus envia fortes desilusões para levar os homens a acreditarem em mentiras quando eles rejeitam a verdade que Ele oferece (IITs 2:9-12).
 
É Deus o autor de confusão? Absolutamente e certamente que não! Ele não deve a verdade a nenhum homem, e Ele reterá a verdade e a luz do homem que dispensa ou rejeita a verdade revelada a ele. A Torre de Babel e a confusão que houve ali não é puro fato histórico, mas também uma indicação do Seu santo julgamento sobre os homens que buscam os seus próprios interesses (Gn 11:1-9).
 
Mas o mesmo Deus soberano abençoará os homens justos e os bons. Como afirma o nosso provérbio, Ele providenciará uma luz brilhante que revela mais e mais a verdade, à medida que eles obedecem ao que já foi revelado. Este é um dos maiores incentivos para obedecer toda a verdade que lhe é revelada. Ele abençoará sua obediência com mais luz ou julgará sua desobediência tirando até a luz que você pensa que tem (Lc 8:18). Preste atenção, caro leitor!
 
Esta luz não é dada a cada homem, pois ela somente brilha sobre o caminho do justo. Não é para o desviado, o hipócrita, ou o comprometedor carnal. A luz espiritual de Deus, que traz sabedoria, verdade e entendimento, é só para o justo - o homem que deixa os seus próprios pensamentos tolos para realizar a perfeita vontade de Deus (Pv 3:33; Pv 9:9; Pv 11:9; Pv 12:13,21; Pv 14:14; Pv 20:7; Pv 21:15; Pv 24:16).
 
Como surge um dia perfeito? Ele começa com uma claridade sombria ao leste, que parece bastante fraca na escuridão da noite. Mas a escuridão cede seu lugar à medida que o glorioso sol nasce no horizonte para espantar tudo que ainda resta da noite. Na medida em que ele sobe poderosamente no céu, sua luz aumenta de intensidade e ângulo, até que tudo está claro e limpo sob o sol do meio dia. Assim é o SENHOR sobre o caminho do justo; Ele brilha mais e mais até a perfeição, à medida que o homem pratica a justiça e anda humildemente com o seu Deus (Mq 6:8).
 
Os faróis do seu carro só brilham a uma curta distância. Mas, à medida que você dirige, eles brilham mais e mais distantes. Quando você sai da garagem escura, você não consegue enxergar todo o caminho de casa. Você começa a dirigir na luz fornecida, que clareia um pedaço à sua frente. Mas, à medida que você confia na sua luz e continua dirigindo, sua luz clareia cada vez mais adiante, até que você chega ao seu destino. Suas luzes o conduziram durante todo o caminho de casa, à medida que você confiou neles durante cada quilômetro do caminho. Salomão não tinha faróis de carro, mas ele tinha lâmpadas para os seus caminhos (Sl 119:105).
 
Como estes dois exemplos de uma luz que brilha, o abençoado Deus lança mais luz e revela mais verdades, à medida que nós avançamos em obediência à verdade que Ele já nos deu (Pv 2:1-5; Jó 17:9; Sl 84:7; Os 6:3; IICo 3:18). Por esta razão, Salomão adverte vezes após vezes em muitos provérbios para que fiquemos atentos à instrução e a obedeçamos (Pv 1:23; Pv 8:32-33; Pv 10:17; Pv 12:1; Pv 28:9; Pv 29:1). As consequências da desobediência são severas.
 
Sabedoria e verdade independem do intelecto ou de mestres. Eles dependem da fé e da obediência. O intelecto e a educação mundana podem ser uma severa desvantagem no aprendizado da sabedoria de Deus (ICo 1:19-20). Um jovem pode facilmente exceder um velho sábio, se ele temer somente a Deus e confiar Nele completamente (Jó 32:6-9). Você pode facilmente exceder seus inimigos, professores e os antigos ao confiar na palavra de Deus (Sl 119:98-100).
 
O nosso abençoado Senhor ensinou este provérbio nas seguintes palavras, "Se alguém quiser fazer a vontade dele, pela mesma doutrina, conhecerá se ela é de Deus ou se eu falo de mim mesmo." (Jo 7:17). Se obedecermos a vontade de Deus, conheceremos a verdadeira doutrina de Deus, pois Ele revela mais verdade para nós e a confirmará em nossos corações. Natanael, os apóstolos, o eunuco e Cornélio encontraram muita luz após terem obedecido (Jo 1:45-51; Lc 24:32; At 8:30-35; At 10:6).
 
Muitos homens têm se defrontado com a verdade de Deus e a rejeitaram pelo amor à tradição, o medo do homem, a segurança do emprego e outras armadilhas (Pv 29:25). Quantos rejeitaram o batismo bíblico e terminaram no bordel do espargimento de água infantil de Roma e de suas igrejas filhas? Quantos rejeitaram a sã doutrina e terminaram tagarelando com mulheres tolas e homens afeminados em ternos brancos? Quantos amaram rituais e acabaram no batismo regenerador? Quantos escolheram o altar da livre escolha e terminaram confiando nos apelos emocionais para a regeneração decisória e o afogamento nas consequências carnais da ''fácil credibilidade''? Quantos buscaram a assistência governamental e terminaram mortos numa igreja nacional?
 
As consequências para a sua alma, família e igreja são enormes dependendo de como você reagirá a este provérbio. Se você teimosamente escolher o seu próprio caminho, o SENHOR do céu lhe cegará. Se você se submeter humildemente à Sua palavra, Ele lhe abençoará com luz e verdade. Caro leitor, onde você está rejeitando a verdade e a convicção em sua vida? Onde você está se segurando? À tradição ou ao temor dos homens mais do que o seu temor de Deus? O que está errado em sua vida, família ou igreja que você não está corrigindo? Deus não será zombado!
 
Salomão advertiu, "O homem que anda desviado do caminho do entendimento na congregação dos mortos repousará." (Pv 21:16). Veja os comentários deste texto sóbrio. A maior parte das igrejas no nosso país, que já foi gloriosa, são congregações assim, pois deixaram a Palavra de Deus por fábulas e entretenimentos (IITm 3:4-7; IITm 4:3-4).
 
Você pode ser salvo desta morte horrível de ignorância, tomando muito cuidado pela palavra mais certa das Escrituras, que é a luz que alumia nos lugares escuros, e que é mais correta em sua integridade do que registros de terem ouvido a voz de Deus vinda dos céus (IIPe 1:16-21). E fazendo assim você pode estar confiante de que um dia o conhecimento surgirá em seu coração através da glória do Senhor Jesus Cristo, tanto agora como na Sua gloriosa vinda. Portanto, vamos desejar o leite sincero de Sua palavra (IPe 2:2; IIPe 3:18).
 
O caminho do homem justo se estende para além da vida. Um dia está chegando quando ele entenderá com um perfeito conhecimento. Ele estará na presença do Senhor Jesus, e conhecerá todas as coisas. Até lá nós confiamos na sua luz brilhante e obedeceremos aquilo que vemos, e oramos pelo Espírito de revelação (Ef 1:17-18). Obrigado, Senhor, pela verdade e a luz!