" APRENDENDO A VIVER A VIDA CRISTÃ NA PRÁTICA DIÁRIA, ATRAVÉS DOS SÁBIOS CONSELHOS DOS PROVÉRBIOS BÍBLICOS. " - QUARTA FEIRA

21/02/2018 10:54
Provérbios 21:10
 
A alma do perverso deseja o mal; nem o seu vizinho recebe dele compaixão.
 
Pare para considerar o homem perverso. Veja a sua mente, coração e ações. Conheça a alma dele e despreze os seus caminhos. Evite-o a todo custo pois ele é perigoso e problemático. Sua alma aprecia o pecado tanto quanto os homens gostam de beber água (Jó 15:16). O egoísta coração dele não tem compaixão pelos outros, nem mesmo pela família, vizinhos ou amigos. Ele despreza qualquer homem que dificulta a sua busca de prazeres pecaminosos.
 
Um homem perverso pensa maldade dia e noite. Ele não descansa nem dorme em paz e justiça como os homens de bem. Sua alma é perturbada quando não consegue pensar a respeito de algo pecaminoso e perverso (Pv 4:16; 6:14; Sl 36:1-4; Mq 2:1). Ele inveja o seu vizinho; ele alimenta o ódio e a vingança por injustiças sofridas; ele culpa as demais pessoas por seus problemas.
 
Os perversos não só praticam o mal; eles desejam o mal! Eles não têm fome e sede de justiça ou pelo Deus vivo como fazem os homens de bem (Sl 42:1-5; Mt 5:6). Nada constrange a imaginação deles (Is 32:6-7). Eles fantasiam os excessos sensuais. Os eleitos podem pecar; mas o perverso deseja o pecado! O eleito pode fazer aquilo que odeia; mas o perverso pratica aquilo que ama!
 
Os homens perversos amam o odiar. Eles suspeitam de maldade nos outros; caluniam e cochicham; justificam a si mesmos. Eles desprezam os outros, pois não veem bem algum em mais ninguém. Seguem o diabo, deleitando-se no ódio e nas mentiras (Jo 8:44). Adoram o seu ego ao ponto de sacrificarem até mesmo os amigos para se auto gratificarem. Matam as suas consciências e suas compaixões normais.
 
A medida mais transparente de uma alma é a maneira pela qual ele trata os outros. Ela comprova a vida eterna ou a morte (IJo 3:10-15). É a evidência do conhecimento de Deus (IJo 4:20; IJo 5:1). O amor é a maior graça de uma alma redimida e isto é enfatizado muitas vezes. Os apóstolos escreveram com a amargura, o ódio e os desentendimentos; eles escreveram por bondade, perdão, amor e paz. O primeiro é diabólico e do inferno; o segundo é a maior medida do eleito.
 
"Se, pelo contrário, tendes em vosso coração inveja amargurada e sentimento faccioso, nem vos glorieis disso, nem mintais contra a verdade. Esta não é a sabedoria que desce lá do alto; antes, é terrena, animal e demoníaca. Pois, onde há inveja e sentimento faccioso, aí há confusão e toda espécie de coisas ruins. A sabedoria, porém, lá do alto é, primeiramente, pura; depois, pacífica, indulgente, tratável, plena de misericórdia e de bons frutos, imparcial, sem fingimento. Ora, é em paz que se semeia o fruto da justiça, para os que promovem a paz." (Tg 3:14-18).
 
Não haverá nenhuma mudança nos homens perversos sem que a graça de Deus lhes dê um novo coração. Nenhuma mudança de ambiente ou apresentação profunda da verdade pode mover seus corações frios e depravados (Is 26:10; Lc 16:31). Não conseguem livrar-se a si mesmos, pois os seus pensamentos odiosos, negativos e egoístas são de natureza e hábitos estabelecidos.
 
Que os justos abandonem os perversos e seus caminhos (Sl 15:4; 101:4). Que busquem os mandamentos de Deus (Sl 119:115). Deus certamente julgará o ímpio, e Ele os revelará para que os justos os julguem (Pv 26:24-26). Garanta o seu chamado e eleição e prove que você não é como eles ao amar os seus vizinhos e inimigos (Mt 5:43-48).
 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!