" APRENDENDO A VIVER A VIDA CRISTÃ NA PRÁTICA DIÁRIA, ATRAVÉS DOS SÁBIOS CONSELHOS DOS PROVÉRBIOS BÍBLICOS. " - DOMINGO

30/06/2019 11:06
Provérbios 30:24
 
 
Estas quatro coisas são das mais pequenas da terra, mas sábias, bem providas de sabedoria.
 
 
Você pode aprender muito a partir de pequenas coisas na terra. Agur continua ensinando sabedoria através de suas observações de grupo de coisas na natureza. Ele agora relaciona quatro coisas pequenas, e ele indica que muita sabedoria pode ser extraída de cada uma delas. Esteja atento, caro leitor.
 
Os homens consideram estas quatro criaturas - as formigas, os coelhos, os gafanhotos e as aranhas - insignificantes, estúpidas, e não merecedoras de qualquer respeito por parte deles. Eles gastam mais tempo e esforço tentando destruir essas criaturas do que os observando e aprendendo a sabedoria que o seu Criador deu a eles. É humilhante para o homem encontrar sabedoria neles, sabedoria esta que ele próprio não adquiriu consistentemente! Ah, caro leitor, o Criador está nos ensinando uma lição geral de humildade!
 
Os instintos dessas pequenas criaturas são geralmente superiores à nossa razão e inteligência no nosso mundo tão superior. Quem planeja tanto o futuro como a formiga? Quem se sente tão protegida quanto o coelho? Cooperadora como o gafanhoto? Ou diligente quanto a aranha? O Criador nos põe no nosso lugar. Sem Ele nós somos insensatos. Dentre os hábitos desses quatro pequenos animais está a sabedoria que pode ensinar, corrigir e repreender qualquer homem. Mas as nossas escolas de administração de negócios ainda especulam as causas do sucesso!
 
Quão perceptivo e discernente você é? Você fica impressionado pelo tamanho, beleza, som e espetáculo? Ou você procura por sabedoria e conduta, planejamento e diligência, e outros traços característicos de maior valor do que a simples aparência? A sabedoria é a coisa principal, e lhe fará bem enxergar a sabedoria que essas pequenas, feias, silenciosas e reticentes criaturas possuem.
 
Deus é glorioso em todas as Suas obras, até mesmo nos mais pequenas. Deus se vangloria diante de Jó pelas suas maiores criaturas, o leviatã e o beemote; (Jó 40:15; 41:11) mas aqui nós também podemos ver a Sua majestade nas pequenas coisas. Você observa com muito cuidado para ver que toda a Sua criação declara a Sua glória? Você extrai tanto prazer de um beija-flor quanto de um elefante?
 
A natureza contém lições de sabedoria que foram perdidas no nosso mundo "esclarecido". Por exemplo, o nosso irmão Paulo chama a atenção ao uso natural dos cabelos (ICo 11:14-15). Cabelos compridos em um homem são repulsivos, mas o cabelo comprido em uma mulher é glorioso. Ignorando os pervertidos de nossa geração, estas regras têm sido observadas pelos homens mais esclarecidos desde a criação do mundo. Não importa o que os hippies e os desenhistas de moda dizem, a regra é tão certa quanto a lei da gravidade! Cabelos compridos em um homem são o mesmo que um homem usar uma camisola rendada!
 
Paulo também apela para a condenação universal da sodomia inerente à nossa natureza (Rm 1:26-27). A palavra de Deus claramente condena essa abominação, assim como a natureza. A maioria dos homens a desprezaram desde a criação. Um modesto entendimento de anatomia, biologia, higiene, saúde, caráter, atração sexual e sociedade humana, criam aversão a essa perversão. Todos os nossos cinquenta estados tinham clara leis contrárias à sodomia, e só mesmo com enorme esforço elas foram abolidas em alguns estados. Vários estados ainda as têm desde o final de 2003.
 
Agur procura ensinar quatro lições de sabedoria em quatro provérbios consecutivos, identificando características singulares de quatro coisas muito pequenas. Elas são a formiga (Pv 30:25), o coelho (Pv 30:26), o gafanhoto (Pv 30:27), e a aranha (Pv 30:28).
 
Se afligir, precisamente, sobre quais espécies Agur pretende ensinar ao usar cada uma destas criaturas, nada tem a ver com as lições. As lições são previdência e poupança (Pv 30:25), defesa segura (Pv 30:26), cooperação em sociedade (Pv 30:27), e diligência persistente (Pv 30:28).
 
Tomemos cuidado para não desprezarmos os pobres e fracos deste mundo quando nos encontrarmos com eles, pois Deus os escolheu para serem ricos na fé e herdeiros do Seu reino (Tg 2:5; ICo 1:26-29). E quando necessitamos de sabedoria, vamos buscar o Deus da sabedoria, Quem é capaz de favorecer até estas pequenas coisas com um grande volume de sabedoria. Certamente Ele pode responder às sua necessidade (Tg 1:5)!

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!