" ASSIM COMO DEUS SE DEU A HUMANIDADE VOLUNTARIAMENTE, E ISTO PARA SER MORTO EM FAVOR DELA, DA MESMA FORMA TUDO O QUE FIZERMOS PRECISA SER TAMBÉM VOLUNTARIAMENTE, INCLUSIVE FINANCEIRAMENTE." - Quinta Feira

22/12/2016 07:29
CONTRIBUIR SEMPRE, PORÉM, NÃO POR OBRIGAÇÃO, NEM POR NECESSIDADE OU COM TRISTEZA                 
 
" Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado. "    Salmo 15.5
_____________________________________________________________________________
 
Antes de comentarmos a respeito deste versículo e do contexto de onde ele está inserido, devemos primeiro saber o real significado das palavras chaves deste. E acredito ser estas as palavras USURA E PEITAS, as que dão conforme o meu entendimento,nexo ao versículo relativo a todo o contexto deste salmo.
 
Significado de Usura
s.f.Sovinice; apego exagerado ao dinheiro; característica da pessoa avarenta; qualidade de quem é mesquinho.[Por Extensão] Ambição; desejo excessivo ou busca exagerada pelo poder.[Por Extensão] Agiotagem; juro excessivo ou lucro exagerado.O que se recebe de juro(s); o valor que um capital, dinheiro, pode render.[Jurídico] Acordo para o pagamento de um empréstimo, caracterizado por possuir uma cláusula que se refere aos juros pagos pelo devedor.(Etm. do latim: usura.ae)s.f.Corrosão; desgaste que alguns materiais apresentam após certo tempo de uso.(Etm. uso + ura/ usado + ura)
 
Significado de Peitar
v.t.Subornar.Procurar corromper com peitas.
Sinônimos de Peitar
 
Peitar é sinônimo de: corromper, subornar
 
Cientes agora do real significado de cada palavra, podemos constatar que isto de fato ocorre comumente no que se diz respeito ao mundo e sua filosofia capitalista e monetária.
 
Onde vemos, principalmente aqui em nosso país a incoerência em relação às correções monetárias, pois ao investirmos algum dinheiro, o valor de correção é ínfimo, porém ao comprarmos dinheiro ( empréstimo) para investirmos em objetos móveis ou em imóveis o valor de correção é exorbitante.
 
Sem contar na corrupção constatada em praticamente todo o mundo, por todas as nações, com raras e até duvidosas exceções.
 
Contudo, sabemos que a Bíblia foi destinada àqueles que se denominam cristãos, que se convertem a Cristo e ao seus ensinos, então, e´neste contexto que vamos comentar este versículo em seu contexto.
 
Como cristãos temos realmente deixado estas práticas especificas, ou temos sido negligentes a elas, estabelecendo um parâmetro de relatividade circunstancial e de conveniência individual.
 
Digo Relatividade circunstancial por sermos tendenciosos neste aspecto, pois na maioria das vezes, basta a mudar as circunstâncias de nossas vidas, para também mudarmos o nosso pensamento e comportamento em relação aos de outrora.
 
E por conveniência ao se tratar de quem está sujeito ( passivo ) a esta prática, ou ativo à pratica
 
Como assim, é simples, Julgamos ser correto para uns, porém incorreto para outros, tudo depende de quem seja.  Porém, a Palavra de Deus não analisa as circunstâncias, mas, sim e exclusivamente a prática exercida em qualquer circunstância.
 
Quem semeia para a sua carne, da carne colherá destruição; mas quem semeia para o Espírito, do Espírito colherá a vida eterna. Gálatas 6:8
 
Vemos hoje em nosso meio, pessoas que são induzidas, ensinadas, até mesmo a subornar Deus, por meio de sacrifícios propostos por lideres denominacionais, onde descaracterizam totalmente a questão da graça de Deus, onde o que Deus fez por meio de Cristo é desvalorizado e até em alguns casos inutilizado, dando-se assim, valor ao que é feito em seus sacrifícios contemporâneos, do que o sacrifício único e vicário que Jesus já consumou.
 
Veja bem o que diz o versículo, " Aquele que não dá o seu dinheiro com usura, nem recebe peitas contra o inocente. Quem faz isto nunca será abalado. "
 
Quantos cristãos hoje, contribuem, seja da forma como compreender esta contribuição, simplesmente por querer o retorno acrescido em dez, cem, mil e até milhares de vezes, não contribuindo como propôs em seu coração, mas sim, com quanto foi induzido a contribuir para ser recompensado.
 
Sendo que isto, contraria o ensino das Escrituras, seja do Velho ou do novo testamento.
 
Nós contribuímos por Deus ter nos abençoado para isto, e nunca para Deus nos abençoar após isto.
 
E quando o caminho te for tão comprido que os não possas levar, por estar longe de ti o lugar que escolher o Senhor teu Deus para ali pôr o seu nome, quando o Senhor teu Deus te tiver abençoado;
Deuteronômio 14:24
 
Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.
Romanos 11:35,36
 
Quem primeiro me deu, para que eu haja de retribuir-lhe? Pois o que está debaixo de todos os céus é meu.
Jó 41:11
 
Deus sempre fez primeiro por nós, para que depois fizéssemos por Ele, até mesmo em relação ao amor que hoje temos e podemos ter por Ele, é porque Ele nos amou primeiro.
 
Nós o amamos a ele porque ele nos amou primeiro.1 João 4:19
 
E tudo o mais é pela mesma condição, quando temos outro pensamento a respeito, outro sentimento, estamos de uma forma ou de outra tentando com nossas práticas, subornar a Deus, corromper a Deus.
 
Tudo quanto eu fizer para Deus, com a motivação errada, independente de aparentar ser correta, aparentar ser santo, ser espiritual, na realidade estou no caminho errado, seguindo a um destino errado, contrário ao que tanto buscamos.
 
As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.
Colossenses 2:23
 
E de igual forma aqueles que recebem deste dinheiro, desta contribuição, sabendo da distorção que há na mente daqueles que estão contribuindo, estão recebendo peitas, em sua maioria de inocentes e principalmente denegrindo a imagem de Cristo, que sendo inocente em relação ao pecado, morreu por nossos pecados.
 
Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem.
Romanos 1:32, leia a partir do versículo 18.
 
Para concluir este pensamento, este comentário, hoje, infelizmente, em nosso meio cristão, a questão da contribuição financeira se tornou para muitos, tal qual a indulgência estabelecida por uma certa religião e seguida por outras, mesmo que de uma forma diferente e com objetos diferentes, para vir a conquistar ou receber aquilo que fora, de fato, gratuitamente dadivado por Deus, por meio de Jesus Cristo.
 
Que é o perdão de nossos pecados, seguido pela salvação e redenção eterna de nossas almas.
 
Sendo por este motivo a razão principal e exclusiva para qualquer tipo de contribuição que venhamos a oferecer a Deus, seja esta financeira ou não, deve ser sempre por amor e gratidão, nunca por obrigação, necessidade e com tristeza.  
 
Porque, segundo o seu poder (o que eu mesmo testifico) e ainda acima do seu poder, deram voluntariamente.
Pedindo-nos com muitos rogos que aceitássemos a graça e a comunicação deste serviço, que se fazia para com os santos.
E não somente fizeram como nós esperávamos, mas a si mesmos se deram primeiramente ao Senhor, e depois a nós, pela vontade de Deus.
2 Coríntios 8:3-5
 
Portanto, assim como em tudo abundais em fé, e em palavra, e em ciência, e em toda a diligência, e em vosso amor para conosco, assim também abundeis nesta graça.
Não digo isto como quem manda, mas para provar, pela diligência dos outros, a sinceridade de vosso amor.
Porque já sabeis a graça de nosso Senhor Jesus Cristo que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre; para que pela sua pobreza enriquecêsseis.
E nisto dou o meu parecer; pois isto convém a vós que, desde o ano passado, começastes; e não foi só praticar, mas também querer.
2 Coríntios 8:7-10
 
Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
2 Coríntios 9:7
 
Curai os enfermos, limpai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios; de graça recebestes, de graça dai.Mateus 10:8
 
Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber. Atos 20:35
 
Em todo este salmo está as características básicas que um verdadeiro crente cristão precisa ter reconhecido por Deus para que possa com Ele um dia habitar em seu tabernáculo, sabendo-se hoje que tal tabernáculo é de fato o próprio Deus, pois em sua moradia eterna, não haverá templo, tabernáculo, pois Ele O É literalmente.
 
Interessante perceber que hoje somos o templo no qual Ele quer habitar, e num amanhã bem próximo Ele é  O Templo do qual o salmista e nós também queremos habitar.
 
Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. João 14:23
 
Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?
Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.
1 Coríntios 6:19,20
 
E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus. Apocalipse 21:3
 
E nela não vi templo, porque o seu templo é o Senhor Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro.
Apocalipse 21:22
 
Por isto atentemos e despertemos para tão importante questão de cunho eterno.
 
Temos por ignorância, negligência, ganância ou incoerência subornado ou sendo subornados?
 
Algo a se pensar prudentemente.
 
Na graça e paz abundantes de Jesus Cristo, O Senhor!
 
Pr. Élio Loiola       
 
Comunidade Só em Cristo Há Vida

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!