"ELE ESTÁ SEMPRE CONOSCO" / Terça-feira

06/06/2011 15:49

 

Deus não deu as costas.

                                               Deus não deu as costas.


E perto da hora nona exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Mateus 27:46

Deus nunca desampara um filho Seu, e Ele jamais viraria as costas para Jesus seu Filho Amado, Deus ñ se afasta de nós e o pecado que nos afasta de Deus. Sabemos que em todo o tempo Deus está de braços abertos esperando que o pecador se arrependa. Deus não virou seu rosto porque não suportaria ver seu Filho sofrendo, Ele sabia exatamente o que Jesus teria que sofrer por nós, foi o Teu Espírito que revelou á Isaias acerca do que ira acontecer com Jesus, Deus ñ é covarde, Ele sempre esteve pronto para aquele momento.
Ele não virou o rosto porque não suportou ver o pecado, foi o peso dos nossos pecados que estavam em Jesus, vez com que Ele se sentisse desamparado, porque é isso que o pecado faz, nos afastar de Deus.
Deus em momento algum desamparou ou desprezou a pessoa de Cristo (Pois não desprezou nem abominou a aflição do aflito; não escondeu dele o seu rosto, mas quando ele clamou, O ouviu. Salmo 22:24).
Jesus quando bradou Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste?  Ele estava citando Salmo 22:01, Ele conhecia todas as escrituras e ali na cruz, no momento em que Ele foi feito pecado por nós (Àquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós; para que nele fôssemos feitos justiça de Deus. II Co 5:21) foi exatamente assim que Ele se sentiu, desamparado. A vergonha do pecado faz com que nós viramos o rosto para Deus, o pecado trás o constrangimento, humilhação nos sentimos indignos, escondemos, fugimos da presença de Deus (E ele disse: Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu, e escondi-me.  Gn. 3:10). Os nossos pecados em Jesus fez Ele provar a nossa vergonha, o nosso desespero, a nossa condenação, ali na cruz Ele morreu a nossa morte física e espiritual, tudo o que nos afastava de Deus estava sobre Ele, nós estávamos condenados e viver fora da comunhão de Deus.
Amor de Jesus por nós é tão sublime, incondicional que Ele preferiu estar por um instante sem comunhão com Pai, a ter que passar toda eternidade sem nós. Tudo que Ele fez, suportou, sofreu por nós. 
Explicação King James para Mateus 27:46 / Marcos 15:34: Jesus falou no seu dialeto de família, uma mistura de aramaico com hebraico. Suas palavras traduzidas por Marcos continham as expressões proféticas do Salmo 22:1. Ao se identificar com os nossos pecados e assumir os erros de cada ser humano (2 Co 5:21; Gl 3:13) Jesus por um momento teve de sentir a dor da separação do Pai. Enquanto o sacrifício vicário era sendo aceito por Deus, a humanidade era salva e restaurada. A separação do pai é o maior sofrimento destinado àqueles que preferem viver em pecado. Deus não pode ter qualquer comunhão com o pecado, embora ame o pecador e lhe ofereça salvação pela graça da fé em Cristo, Seu Filho.

 


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!