" QUANDO COMETEMOS O ADULTÉRIO OU FORNICAÇÃO, ESTAMOS TAMBÉM COMETENDO O ADULTÉRIO ESPIRITUAL CONTRA DEUS QUE ABOMINA TAL PECADO, POR NOS RELACIONARMOS COM PRÁTICAS MUNDANAS. " - Quinta Feira

05/02/2015 12:29
FIDELIDADE E SANTIDADE SEXUAL
“Não adulterarás”  Ex 20.14
 
O sexo é uma dádiva de Deus. O sexo é puro, santo e deleitoso. Deus criou homem e mulher e instituiu o casamento para que o sexo fosse plenamente usufruído num contexto de santidade e deleite. Hoje, o adultério deixou de ser visto com uma prática nociva que fere o cônjuge, acaba com as famílias e 
fragiliza a sociedade. O adultério não tem sido apenas tolerado, mas também promovido nessa cultura decadente.
 
A infidelidade conjugal, além de ser uma amarga traição contra o cônjuge é, também, uma afronta contra Deus. O sétimo mandamento é uma demonstração do amor de Deus pela família e o cuidado preventivo de Deus com a sociedade. Não podemos aceitar a promoção da promiscuidade sexual como um avanço social, pois essas práticas contrariam a santidade do sexo e os princípios relacionados à família, estabelecidos pelo Criador.
 
O adultério é um mal tão pernicioso e horrendo que a Bíblia chega a afirmar que “somente quem quer arruinar-se é que comete tal prática” (Pv 6.32). Esse mesmo texto bíblico ainda afirma que a pessoa que comete adultério está completamente fora de si. Quantos são os que destruíram famílias, reputação e a própria vida por causa do adultério! Que Deus tenha misericórdia de nós e nunca permita que venhamos a cair em tão destrutivo pecado.
ORE
 
Pai amado, que pela sua graça em nossa vida, nunca venhamos a cometer adultério contra o nosso cônjuge quando casado, e nem a prostituição, fornicação para os solteiros.
 
Em Nome de Jesus.
 
Amém. 
Referência para leitura: Provérbios 5.1-23

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!