" O CASAMENTO É O COMPLEMENTO DE UM SER PARA COM O OUTRO - QUANDO ESTA INSTITUIÇÃO É DIRIGIDA TOTALMENTE POR DEUS - O SEU CRIADOR " Parte 39

24/07/2012 11:30

 

O Padrão Divino Para 0 Culto Doméstico - Parte 39
 
PARTICIPANDO DA ORAÇÃO. At 2.37-47
 
Um dos grandes problemas atuais na igreja é a falta de oração coletiva, isto é, oração com a participação de todas as famílias reunidas. Existe facili­dade para se programar todo o tipo de programa e de culto especial. Existe culto para todo o tipo de ouvinte, menos culto de oração.
 
Uma igreja que deixa de lado a oração, fatalmente irá à bancarrota e ao fracasso espiritual, financeiro e coletivo. Ao invés de aumentar, diminui.
 
Não era assim na igreja primitiva, basta olhar o texto em apreço.
 
A participação da família nos cultos de oração fortalece a vida de co­munhão no lar, tanto quanto fortalece a vida espiritual da igreja. Os cristãos da igreja primitiva mantinham-se unidos em torno de quatro bases fundamen­tais do progresso e da dinamização do evangelismo:
 
Doutrina dos apóstolos; Comunhão; Partir do pão; e Oração.
 
0 resultado?
 
"E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar." (47b).
 
Não é preciso acrescentar mais nada. Quando uma igreja se fundamenta nestes quatro suportes da fé cristã, e as famílias unidas buscarem a Deus por um avivamento real, Deus honrará seu povo e mani­festará grandiosos derramamentos do Espírito Santo.
 
É preciso voltar às origens bíblicas!
 
Doutrina dos apóstolos.
 
0 Novo Testamento, excetuando os Evangelhos onde houve a participação direta de Jesus em seus discursos e doutrinas, é uma exposição clara e inspirada da doutrina apostólica. Doutrina qua esclare­ce todos os fundamentos do Evangelho, o plano da salvação e as conseqüên­cias de uma vida separada para Deus.
A doutrina apostólica está apoiada na doutrina de Cristo.Como expoentes da doutrina de Cristo, os apóstolos procuraram esclarecer verdades ocultas, conceitos mal interpretados, pontos duvidosos de todo o arcabouço da lei moral e espiritual do Velho Testamento, apoiados nas revelações que Jesus lhes fizera, e debaixo da inspiração direta do Espírito Santo.
É essa doutrina, sadia, explícita, inspirada que a igreja precisa viver, e que os crentes precisam aprender. Expô-las é o dever dos ministros do Evangelho hoje.
A falta do conhecimento doutrinário que foi deixado para nós, tem sido a causa de muitas divisões e interpretações errôneas do Evangelho.
Muitos estão desviados e apóstatas, porque não lhes foi ensinada a sã doutrina.
 
Comunhão.
 
A Bíblia fala de três tipos de comunhão que podem ser manti­dos pela pessoa aqui neste mundo. Duas estão relacionadas com a vida dos cristãos, e uma mais especificamente, com pecadores.
 
Ei-las: comunhão com Deus, comunhão com a Igreja e os santos, e, finalmente, comunhão com o Diabo. 
 
Se o cristão não mantiver comunhão com Deus e com os santos, fatalmente manterá comunhão com o diabo.
 
E manter comunhão com o diabo é simples, basta apenas desviar-se de Cristo, abraçar o mundo, o pecado. e toda a concupisciência carnal, e estará mantendo comunhão com o diabo. Cuidado!
 
A igreja primitiva mantinha comunhão com Deus e com os santos. Essa comunhão é a que precisamos manter também, especialmente as famílias.
 
No partir do Pão.
 
A Ceia do Senhor foi instituída para a igreja. É a comu­nhão do corpo de Cristo (1 Co 10,16). Paulo ensina que fomos chamados à comunhão de Cristo (1 Co 1.1-9). Isso implica que ao participarmos da Ceia do Senhor, estamos ratificando essa comunhão com Ele. 0 pão que partimos fala de nossa união com o corpo de Jesus Cristo em sua obra redentora, anun­ciando sua morte expiatória, até que Ele volte, (1 Co 13.26). A família unida, batizada, deve participar da Ceia do Senhor.
 
Nas orações.
 
Finalmente chegamos ao ponto importante da vida cristã, a vida de oração. Orar é respirar o ar puro da santidade divina, deixando-se en­volver pela atmosfera de graça que flui do trono celeste.
Orar é mais que falar com Deus, é derramar perante Ele a alma, o coração, a Vida em toda a sua ple­nitude.
 
A Bíblia fala de oração praticamente em todas as suas páginas, por que foi nessa maneira que homens santos, mulheres piedosas, jovens tementes, meninos e meninas obedientes a Deus, realizaram grandes feitos.
 
Por isso a Bíblia diz: Orai sem cessar (1 Ts 5.17), perseverais na oração com ação de graças (CI 4.2), orando em todo o tempo ( 6.18), e muitas tan­tas outras recomendações acerca da oração.
 
A família que ora unida permane­ce unida em Cristo,