" SE VIVEMOS PELA MENTIRA, VIVEMOS CONFORME O PAI DA MENTIRA DESEJA : MORTOS "

10/09/2011 10:39

  Cultura da Mentira

 Como vai ser o novo ano ?   Não sabemos.  Mas eu tenho plena consciência de uma coisa, estamos vivendo no momento mais espetacular de toda a história da humanidade, pois, Jesus está prestes a buscar a sua noiva: a sua igreja.   Será que você está pronto?  Se você continuar vivendo segundo a cultura da mentira, então você está optando para ficar aqui depois do arrebatamento.   Você não está entendendo?   Então preste atenção, e vou procurar te mostrar como não viver segundo a cultura da mentira.   Tudo é questão de valores 

Em 2006 eu focalizei o ensinamento: Levado ou deixado, pois, Jesus disse: “Então (no momento do arrebatamento), duas estarão trabalhando num moinho, (preparando o alimento), uma será tomada e deixada a outra.   Portanto, vigiai, porque não sabeis em que dia vem o  vosso Senhor” – Mateus 24:41,42.  Ainda que as duas faziam o mesmo trabalho juntos, elas não eram iguais.  Uma estava preparada para viver no céu, a outra somente se preparou para viver no mundo da mentira. 

Você é a única coisa que Deus não controla, pois, Ele nos deu o livre-arbítrio (Apoc.6:5) para que cada um decida onde passará a eternidade: ou com Ele na eterna paz (Lucas 16:23), ou sem Ele no tormento eterno (Lucas 16:25).   Você não crê em tormento eterno?  Você sabe por que não crê?   Porque você vive na cultura da mentira.   Explico. Deus criou o homem para viver com Ele na paz e plenitude de Sua provisão.  Mas Adão decidiu deixar Deus de lado para viver por conta própria, como ele bem entendia.   Assim, todos nós nascemos num mundo dominado pela mentira de Satanás. Nada da cultura humana se sustenta na verdade de Deus, pois, o que o homem faz é fora de Deus.  Aquele que será deixado por aqui no momento do arrebatamento da igreja é aquele que não tem Deus em sua vida cotidiana.  Não ter Deus na vida é viver segundo sua própria inclinação (Romanos 8:5), ou segundo o que dizem os outros.  Ou você está em Deus segundo a revelação do Espírito Santo em seu íntimo, ou não.  Ou, seus valores são eternos, ou não.  Você não pode estar em Deus e fora de Deus ao seu bel prazer, segundo a conveniência do momento.   Ou se vive segundo a cultura da verdade e os valores eternos, ou, segundo os valores da cultura da mentira ao seu redor.

No Salmo 1:1, lemos: “Bem-aventurado (eternamente feliz e realizado) o homem que não anda no conselho dos ímpios (vivendo segundo a cultura da mentira), não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores.”   Se você vive segundo a cultura do mundo ao seu redor, você ainda não se preparou para eternidade no Céu.  Então como se prepara?   Veja: “Antes o seu prazer está na lei do Senhor (na condição estabelecida em Cristo Jesus por você) e na sua lei (na condição estabelecida) ele medita de dia e de noite.”(v.2).   Será que você observou que a cultura do mundo da mentira é segundo as pessoas ao seu redor – os “ímpios”, “pecadores” e “escarnecedores”.  Mas a cultura do mundo da verdade é segundo “o Senhor”, a condição estabelecida para você por Cristo Jesus?

A partir do momento em que Adão abandonou a condição de vida estabelecida pelo “Senhor” todo homem nasceu na mentira ensinada por Satanás.  A mentira foi passando de geração em geração, e os homens acharam que isso era vida, quando de fato, era a cultura da morte eterna.   Será que agora você descobriu a diferença entre as duas mulheres no momento do arrebatamento?  Aquela que foi deixada no momento do arrebatamento, vivia segundo a cultura da mentira que é morte.  Ela não se preparara para a vida no Céu, pois, não há morte no céu (Apoc.21:4). 

Entendo que alguém me diz: irmão qual é a cultura da mentira que é morte?  Ela apareceu nitidamente no filho de Adão chamada Caim.   Caim e seu irmão Abel queriam a presença de Deus em suas vidas.   Abel conseguiu isso oferecendo a Deus um cordeirinho que representava Jesus, “O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo” (João 1:29b) e que havia de vir.   Caim, porém, ofereceu a Deus o fruto das suas mãos.  Ao invés de aceitar a única maneira de se chegar a Deus que é crer no que Cristo Jesus fez, Caim desenvolveu uma religiosidade própria.  Resultado?   Satanás, que é homicida (João 8:44) o dominou de tal modo que Caim matou o seu irmão Abel.  Satanás levou Caim e buscar a presença de Deus em sua vida através da religiosidade própria que parecia inofensiva (louvável, até), mas veja o que aconteceu:  “Então disse Caim ao Senhor: É tamanho o meu castigo, que já não posso suportá-lo.  Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua presença hei de esconder-me.” (Gênesis 4:13,14).

Se você quer a presença de Deus em sua vida.   Se você deseja se preparar para vida eterna no Céu, você tem de se conscientizar de que é só pelo que Jesus Cristo fez, pois, “não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens pelo qual importa que sejamos salvos” (Atos 4:12).   Em termos de Deus, todo esforço próprio, o mais louvável que pareça, é segundo a cultura da mentira que Satanás desenvolve nos homens.  E a maneira mais sutil é pela religiosidade das doutrinas que dizem que, para agradar a Deus você deve “fazer isso”, “não fazer aquilo”.  “Não manuseies isto, não proves aquilo, não toques aquiloutro, segundo os preceitos e doutrinas dos homens? Pois que todas estas coisas, com o uso, se destroem.  Tais coisas, com efeito, têm aparência de sabedoria, como culto de si mesmo, e falsa humildade, e rigor ascético, todavia, não têm valor algum contra a sensualidade.” (Coloss. 2:21-23).  Por isso mesmo Jesus disse: “Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.  E EM VÃO me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens.” (Mateus 15:8,9). “O Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores, e a ENSINOS DE DEMÔNIOS.”(1 Timóteo 4:1).  Isto é a cultura da mentira dentro da igreja e que operava em Caim.  Pode haver algo mais destrutivo?    Quem vive nisso, jamais se prepara para o arrebatamento da igreja.   Foge da cultura da mentira.