A Polícia dos EUA prendeu nesta quarta-feira, 50 pessoas suspeitas de terem praticado atos de pedofilia na internet. A operação foi realizada em Orlando, no Estado da Flórida. Entre os presos, haviam um pastor, um médico, e um funcionário da Disney World.

Segundo o condado de Orange, a operação, chamada “SpiderWeb”, foi feita a partir de anúncios na internet em que ofereciam “diversão” com crianças em lugares pivados. Os organizadores da ação relataram que entre os detidos estava ainda um oficial do sistema carcerário dos EUA. A operação durou mais de uma semana.

Ao chegarem ao local onde supostamente teriam relações sexuais com crianças, os suspeitos eram automaticamente presos pelos agentes. Para a polícia, ela deixa bem claro que a pedofilia não será tolerada.

Embora tenham sido detidas 50 pessoas, que em sua maioria tem entre 19 e 67 anos, a maioria já está em liberdade pois pagaram fiança que somaram o total de até US$ 70 mil.