A prefeitura da cidade de Zaragoza, na Espanha, lançou uma campanha para que as famílias que não quitarem suas dívidas com os cemitérios locais terão seus mortos exumados. Por causa da crise, as autoridades colaram adesivos nos túmulos inadimplentes para fazer as devidas cobranças.

A prefeitura aproveitou a chegada do dia de Finados que é celebrado em 1º de novembro na Espanha para colocar adesivos nas lápides advertindo que o pagamento das sepulturas estão vencidos e que os familiares tem até 15 dias para saldar suas dívidas, geralmente ligadas a taxas de manutenção dos cemitérios.

Se não pagarem ate´o prazo estabelecido, os restos mortais serão exumados, removidos das sepulturas e postos em valas comuns. Mais de dois mil jazigos e nichos estão com adesivos.

A prefeitura disse que é necessário arrecadar fundos em tempos de crise e não tem como prorrogar mais as dívidas dos devedores das taxas de cemitério. No total existem mais de 30 mil inadimplentes na cidade, desde 1985.

O Boletim Oficial relatou que os devedores foram comunicados por cartas até o último mês de março, mas ao receber quase nenhuma resposta, a prefeitura se viu obrigada a recorrer publicamente o problema de inadimplência.

Nos adesivos colados nos túmulos aparecem o nome completo do defunto, as coordenadas de localização de seu jazigo no cemitério e, em letras maiúsculas vermelhas, a frase “jazigo vencido”. Também traz uma observação para que o responsável vá ate´a administração para quitar sua dívida que é de aproximadamente R$ 250 por cada cinco anos de sepultamento.

Em nota, a imprensa da prefeitura disse que das 500 primeiras famílias procuradas para quitar suas dívidas somente 10 responderam, avisando que pretendem pagar.

Segundo o município, o processo de exumação obedece aos trâmites legais. Se a dívida permanecer e as famílias não retornarem, os cemitérios podem remover os corpos.