O ex-desenhista e animador da Disney, Davy Liu largou tudo para se tornar produtor independente de animações que preguem a Palavra de Deus. Segundo ele “Deus é um artista cheio de imaginação e de criatividade” e que ”os melhores artistas e músicos da história criaram as suas melhores obras para Deus, que merece o nosso melhor”.

O profissional trabalhou para a Disney desde os 19 anos de idade e se tornou o primeiro animador chinês da empresa. Já fez animações de inúmeros desenhos, como “A Bela e a Fera”, “Aladdin”, “Mulan” e “O Rei Leão”, além de participar de trabalhos para George Lucas e o departamento de animação da Warner Bros.

Liu disse em uma entrevista recente que abandonou o seu emprego de salário milionário como animador em Hollywood, para realizar o seu sonho de produzir animações que espalhem a mensagem do evangelho. Ele falou que está disposto a dar o seu melhor para Deus.

Quando trabalhava nas animações do filme “O Rei Leão”, Liu teve vontade de criar uma série de filmes inspirados em temas bíblicos e ele relata que a trama do filme é parcialmente inspirada na história de José, relatada na Bíblia, pois assim como José, Simba, filho de Mufasa, deveria se tornar uma pessoa poderosa, mas deixou seu reino para morar num lugar distante até poder resgatar sua identidade para assumir o trono.

O artista já tem vários scripts prontos que vão virar filmes com cerca de 90 minutos de duração. “Folha Gigante”, por exemplo, é a história da Arca de Noé visto através da perspectiva de alguns dos animais que entraram nela. “Peixes de fogo” é a história de Moisés cruzando o Mar Vermelho contada pelos peixes, “Convidado da Jordânia” é a história da crucificação de Jesus vista pelo burrinho que o carregou. “O Banquete Real” é a história de Daniel contada pelos leões. “Recebi as inspirações para essas histórias enquanto fazia meu devocional”, lembra o animador.

Quando Davy Liu saiu de Hollywood para seguir o chamado de Deus, passou por várias desaprovações de sua família e por grandes pressões financeiras. Mas ele não desiste porque acredita que nada é mais importante do que ganhar vidas para o Senhor. Ele criou a produtora Kendu filmes e explica: “Quando eu trabalhava na Disney, pensava comigo mesmo por que os filmes e obras de arte produzidas por cristãos muitas vezes são feitos com orçamentos baixos ou são pouco atraentes? Eu perguntei isso a Deus em oração. O Senhor me disse que é porque bons artistas deram o seu melhor para o mundo.”

Ele já está na fase de pré-produção de “A Folha Gigante”, que deve chegar aos cinemas em 2013 no formato 3D.

* Com informações de Gospel Prime