Uma operação da Polícia Federal (PF), no início da noite desta quarta-feira, resultou na prisão de três policiais civis (PC) e dois ex-policiais militares (PM) – um reformado e outro excluído – que faziam a escolta de cinco traficantes. Os criminosos estavam fugindo da Favela da Rocinha, que deve ser a próxima comunidade a ser ocupada pelas forças de segurança nacional, provavelmente neste próximo domingo (13).

Os traficantes, Anderson Rosa Mendonça, conhecido como ‘Coelho’, que foi preso comandava o crime na Favela de São Carlos, comunidade da zona norte ocupada pela polícia recentemente e Sandro Luiz de Paula Amorim, o ‘Peixe’ eram importantes comparsas de Antônio Bonfim Lopes, o ‘Nem’, da Rocinha. Eles estavam em um comboio de quatro carros interceptados pelos agentes próximos ao campus da Pontifícia Universidade Católica (PUC). Com os criminosos foram apreendidos três fuzis, 11 pistolas, granadas, dinheiro e munição.

Os demais presos na operação são: Paulo Roberto Lima da Luz, conhecido como “Paulinho”; Varquia Garcia dos Santos, conhecido como “Carré”; Sandro Oliveiro; Carlos Daniel Ferreira Dias, policial civil lotado na secretaria de Saúde Pública; Carlos Renato Rodrigues Tenório e Wagner de Souza Neves, policiais civis lotados na Delegacia de Roubo e Furtos de Cargas; José Faustino Silva, PM reformado; e Flávio Melo dos Santos, ex-PM.

A favela da Rocinha está sendo alvo de operações policiais desde a semana passada. Nesta quarta-feira, cerca de 40 agentes da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal armaram um cerco que prendeu pouco depois das 18h o bonde dos traficantes fugitivos.