Uma mulher foi presa nesta madrugada de quarta-feira, dia 26, suspeita de queimar o próprio filho, de 9 anos, com uma colher quente.

A mãe, presa nesta madrugada, disse à polícia que queimou o menino com a colher quente porque um vizinho teria reclamado que o garoto furtou seu celular. “Porque ele pegou um telefone, roubou o telefone do moço e o moço foi lá em casa reclamar, eu perdi a cabeça”, afirmou Ana Paula Oliveira da Silva, de 28 anos.

A mulher, chorando muito, disse que está arrependida. “Eu me arrependo, não faço isso não. Nunca fui ignorante assim não. Nunca bati nos meus filhos assim não, não sou esse bicho que estão pensando que eu sou”, disse.

O Conselho Tutelar está tentando retirar a guarda do menino torturado e de mais outro filho, de 11 anos.

A criança pode ficar com marcas da queimadura no rosto. E a mãe quando soube alegou: “Eu sei que vai ficar, eu me arrependo mais ainda. Eu estou muito arrependida mesmo. Eu pensei logo que se eu não parasse, ele ia continuar roubando, ia ser pior. Desespero de mãe”.

Ana Paula pode pegar até 10 anos de prisão.

A polícia informou ainda que a criança e a mãe moram em um conjunto habitacional em Realengo e que o menino estuda em uma escola pública no mesmo bairro.