Após a imprensa mostrar documentos que comprovam que a atriz Anna Cristina Petta, esposa do ministro de Esporte, Orlando Silva, recebeu dinheiro do governo por meio de uma ONG comandada por filiados ao  PC do B, partido do marido. Cogitou-se que Orlando Silva e o PC do B perderiam o Ministério do Esporte.

Na sexta (21/10), à noite, a secretaria de Comunicação Social da Presidência emitiu uma nota sobre a permanência do ministro Orlando Silva no cargo, após uma reunião que ele teve com a presidente Dilma. “Não condeno ninguém sem provas e parte do princípio civilizatório da presunção da inocência” disse a presidente.

O colunista de análises políticas da revista Veja, Reinaldo Azevedo, criticou em seu blog a permanência de Orlando Silva no ministério do Esporte. ”Há coisas que, embora não sejam crimes comprovados, inviabilizam, moralmente, a permanência de um político no cargo. A grotesca lambança existente no Ministério do Esporte é uma delas”, afirmou o jornalista Reinaldo.