A igreja católica estimulou os fiéis, neste feriado de 12 de outubro, a protestarem contra a corrupção em diversas partes do país, se mobilizando para pedir que o governo fiscalize mais o uso do dinheiro público.

Os cardeais dom Odilo Pedro Scherer, arcebispo de São Paulo e dom Raymundo Damasceno Assis, arcebispo de Aparecida e presidente da CNBB(Conferência da Nacional do Bispos do Brasil) criticaram os políticos e um deles, dom Odilo disse que a corrupção “está em toda parte, afligindo o povo brasileiro”.

Na Basílica de Aparecida, Dom Raymundo falou em entrevista depois da missa solene que “Nós sabemos de manifestações organizadas por redes sociais e defendemos que a população deve acompanhar os nossos homens públicos, sejam do Executivo ou do Legislativo”.

Ele também criticou os debates sobre a reforma política na Câmara e no Senado. “Parece que está se discutindo no congresso mais uma reforma eleitoral do que uma reforma política propriamente dita”, afirmou o presidente da CNBB.