" ESTUDOS BÍBLICOS 1 CORINTIOS 16 : 1 - 24"

11/08/2011 10:50

 Instruções Finais

Ao concluir 1 Coríntios, Paulo deu várias instruções.
   

Coleta (16:1-4). Muitos textos relatam a coleta que Paulo dirigiu para os cristãos pobres de Jerusalém (2 Coríntios 8-9; Romanos 15:22-33; Atos 24:17). Esta coleta ilustra princípios importantes: 

1-     - O Novo Testamento é um projeto para todas as igrejas. As diretrizes que Paulo tinha dado às igrejas da Galácia e mais tarde daria às igrejas da Macedônia (2 Coríntios 8:1-5) eram as mesmas que ele estava dando a Corinto.

      - Havia uniformidade de doutrina e prática entre os irmãos primitivos (1 Coríntios 4:17) que era um reflexo da unidade do próprio Deus (Efésios 4:4-6). 

2-      -  A doação deveria ser semanal. Paulo acertou o domingo como o dia em que os cristãos devem contribuir para a caixa comum. 

3-       -  A contribuição deve ser de acordo com a prosperidade da pessoa. O Novo Testamento não tem nenhuma declaração da quantidade exata ou porcentagem a ser dada. Quanto mais prosperamos por Deus, tanto mais devemos dar.

  - O objetivo principal da arrecadação das ofertas era socorrer aos irmãos necessitados que se encontravam nas igrejas destas localidades mais pobres; e não em construções monstruosas de templos e investimentos em outras coisas que na maioria das vezes edifica somente os seus  idealizadores, enquanto que os seus irmãos ( ovelhas e em alguns casos ministros do mesmo ministério ou de outros, sendo que o Corpo de Cristo na terra é um só, isto é, deveria ) continuam na mesma situação, ou seja, com as mesmas necessidades, algo que na igreja primitiva não ocorria ( Atos 2: 42 a 47; 4: 32 a 37 e 2 Corintios 8 e 9 ). Ainda podemos ver na Bíblia que tanto no Velho Testamento como no Novo, Deus sempre se interessou em amenizar as necessidades dos mais pobres entre o Seu povo no Antigo pela força da Lei e agora no Novo pela força do Amor. Será que isto vem sendo praticado por nós? A Igreja de Cristo.
   
Visitas (16:5-12,15-18). Paulo planejou ficar em Éfeso até o Pentecostes e então esperava visitar Corinto e passar o inverno com os irmãos de lá. Ele reconhecia que estes planos dependiam de Deus (7). Muitos adversários confrontaram Paulo em Éfeso (9), mas ele não os viu como um sinal de que não estava fazendo a vontade de Deus. Além do mais, o evangelho costuma provocar oposição. Timóteo provavelmente visitaria Corinto também e Paulo queria que o respeitassem (10-11). Apolo, apesar do forte encorajamento de Paulo, decidiu não ir ainda. Estéfanas e dois outros irmãos saíram de Corinto para visitar Paulo e passaram algum tempo ajudando-o. Agora estavam retornando a Corinto. O trabalho duro destes homens deveria merecer o respeito e a cooperação de todos os irmãos.
   
Várias exortações (16:13-14,19-24). Paulo podia juntar muitas coisas num pequeno espaço. As exortações dos versículos 13 e 14 podem ser lidas em segundos, mas exigem trabalho real para se aplicarem. Ele os encorajou a estarem alertas e vigilantes, permanecerem firmemente no Senhor, a serem corajosos, fortes, e amarem sempre. Ele também queria que os coríntios saudassem uns aos outros afetuosamente e enviou suas saudações a eles. O próprio Paulo escreveu a saudação final (compare 2 Tessalonicenses 3:17; Gálatas 6:11; Colossenses 4:18; Romanos 16:22; Filemom 19). 1 Coríntios começa e termina com o Senhor. Jesus é mencionado em cada um dos primeiros 10 versículos do livro e também nos últimos três.