"DEUS ACUSADO PELOS HOMENS"

18/07/2011 10:45

 ACUSO DEUS DE TODOS OS DESASTRES


A revista VEJA de 29 de outubro de 2008, p. 59/61 traz um artigo em que certo homem se revolta contra Deus acintosamente. Leiamos o que diz a revista com o título “ACUSO DEUS DE TODOS OS DESASTRES”. Ernie Chambers, senador no estado americano de Nebraska, resolveu abrir um processo contra Deus. Perdeu, mas já avisou que vai recorrer.” Foi entrevistado por um repórter e deu suas razões. 

A atitude insolente desse senador americano não é uma manifestação de revolta contra Deus? Embora o título de senador que ostenta e do qual se vale arrogantemente para acusar Deus, não concorda que ele não devia ignorar que todos os seres humanos são pecadores e que ele não é exceção a essa condição acerca da qual o apóstolo Paulo disse, “Todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus.” (Rm 3.23)? 


Sim. Sem exceção. Todos somos pecadores. Mas, como disse a revista VEJA isso não passe de bizarrice desse senador americano. É uma característica dos dias atuais apontados pelo apostolo Paulo em 2 Timóteo 3.1-5, “SABE, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus”, Aí está Paulo mencionando os homens da nossa época como “blasfemos” e “profanos”.

A primeira pergunta feita pelo repórter da VEJA foi: “De que o senhor acusa Deus?” A resposta dada foi “De todos os desastres: furacões, tornados, doenças, fomes”.Qual a resposta que poderia ser dada por essa acusação contra Deus? 

Não podemos negar que haja tais cataclismos e que são permitidos por Deus. Entretanto, e preciso considerar que o mal nem sempre existiu.Quando o mundo saiu das mãos de Deus foi dito a respeito da criação: “E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom; e foi a tarde e a manhã, o dia sexto.” (Gn 1.31). Houve a queda e o mundo foi transtornado. “E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirá; e comerás a erva do campo.” (Gn 3.17,18). Seria interessante se lêssemos na Bíblia que os homens antediluvianos protestassem contra o aviso de Deus dado a Noé anunciando o dilúvio. É o que o senador em apreço está querendo fazer: acusar a Deus e processá-lo porque causa dos males que o mesmo homem provoca na natureza criada perfeita por Deus. Lemos mais na Bíblia acerca do dilúvio:

“E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente. Então arrependeu-se o SENHOR de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração. E disse o SENHOR: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito. Noé, porém, achou graça aos olhos do SENHOR. Estas são as gerações de Noé. Noé era homem justo e perfeito em suas gerações; Noé andava com Deus. E gerou Noé três filhos: Sem, Cão e Jafé. A terra, porém, estava corrompida diante da face de Deus; e encheu-se a terra de violência. E viu Deus a terra, e eis que estava corrompida; porque toda a carne havia corrompido o seu caminho sobre a terra. Então disse Deus a Noé: O fim de toda a carne é vindo perante a minha face; porque a terra está cheia de violência; e eis que os desfarei com a terra”.(Gênesis 6.5-13). 

Outra pergunta formulada pelo repórter da VEJA: “Mas Deus é uma pessoa, por acaso?” O senador respondeu: ”Não necessariamente, mas a sua existência está provada, pelo menos nos Estados Unidos.”O que dizer dessa negação da personalidade de Deus?” 

Em primeiro lugar chama de tolo uma pessoa que nega a existência de Deus. (Sl 14.1 “DISSE o néscio no seu coração: Não há Deus. Têm-se corrompido “ O que é ser néscio senão tolo? Ora, qualquer pessoa sabe o que é uma personalidade senão nós teríamos que negar também que o homem é uma personalidade, pois se fomos criados por Deus segundo à sua imagem e semelhança, onde estaria então essa imagem ou semelhança senão em possuirmos inteligência, vontade própria e emoções? O político americano ao falar essas bizarrices está manifestando sua capacidade de usar os atributos que Deus lhe deu, do contrário seria apenas um robô e não um ser humano responsável. Negar a personalidade de Deus é negar que também que o ser humano seja também um ser pessoal. Não devemos confundir, porém, personalidade com corporeidade. Deus em sua natureza é espírito (Jo 4.24), mas um espírito pessoal que tem vontade própria ou volição e que tem inteligência, como também sensibilidade. Ele sente alegria quando agimos segundo sua vontade ou sente tristeza quando lhe desobedecemos. “ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.” (Rm 12.1-2).

Finalizando a entrevista o repórter da VEJA concluiu “Então, o senhor acredita em Deus”.Ao que ele respondeu: Na verdade, não.” 

Esse cidadão está querendo zombar de Deus, pois ele processa Deus, mas não crê na sua existência. Ora contra quem então ele está se revoltando? Aplica-se a ele as palavras de Paulo, Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou.Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis; Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.”(Rm 1.19-21). São pessoas escarnecedoras e acerca delas a própria Bíblia declara, “Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências.”(2 Pe 3.3). Mas não ficarão impunes:” Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.” (Gl 6.7)”.

 

Autor : Pr. Natanael Rinaldi     -  Postado por Elio Loiola