" CRIAR FILHOS, DEUS NOS ENSINA" - Parte 1

17/08/2011 11:50

 Como Criar Filhos Masculinos e Filhas Femininas Parte 1

Autor(a): Pr. Davi Merkh

 

Se existe uma chave para criar filhos masculinos e filhas femininas, creio ser a influência marcante e  constante da presença dos pais com seus filhos!  Este é o verdadeiro discipulado, a impressão digital deixada por um pai no filho, a mãe na filha, e vice-versa.  Como vamos criar um filho à distância? 

"Pai" significa ser discipulador! E o verdadeiro discipulado significa participar no processo de formar Cristo em outras pessoas.  Começa em casa.  Sou o primeiro responsável para tornar meus filhos súditos do Rei Jesus.  Onde já se viu um discipulado acontecer sem o contato constante e íntimo?   Tentamos hoje com nossos muitos modismos, mas não conseguimos.  Para Jesus formar  discípulos, exigiu-se dele  24 horas por dia durante 3 anos!

Tentamos escapar, criando palavras como "mentor", pois reconhecemos que não somos suficientemente abertos, transparentes, vulneráveis ou perfeitos (!) para outras pessoas nos observarem de perto.  Criamos "programas" de discipulado para tentar resolver isso.  Ao mesmo tempo ignoramos o contexto ideal que temos para deixar uma marca profundíssima na vida de outros-nossos filhos!

Quando olhamos para a Bíblia, logo nos seus primeiros capítulos, percebemos que se espera que a imagem de Deus nos pais (Gn 1.27,28) seja reproduzida nos filhos (Gn 5.1-3).Portanto, a preocupação principal dos pais deve ser  criar filhos à imagem de Deus (a imagem de Deus resgatada) e depois permitir que Deus mesmo, pelo Seu Espírito, desenvolva os papéis da verdadeira masculinidade e feminilidade conforme Ef 5:22-31.

Infelizmente, o Inimigo continua seu ataque feroz contra a imagem de Deus (1 Pd 5:7; Ap 12:9,10). E como ele não pode atacar diretamente a Deus, sua estratégia é atacar ao homem, feito a imagem de Deus, desfigurando-o por meio das tentações e do pecado. É como se o homem fosse um espelho refletindo a glória de Deus, mas, que, de repente, o diabo vem e nele lança sua lama. A lama que o diabo lança no espelho impede-o de refletir perfeitamente a glória de Deus. O mesmo tem acontecido com as famílias: elas são alvo da lama diabólica.

Haverá algum meio de se limpar a lama jogada nos espelhos individuais e familiares? Sim! Jesus veio resgatar a imagem de Deus no indivíduo e na família pela sua obra na cruz (2 Co 5.17-21). Em Jesus, pelo poder do Espírito, a verdadeira masculinidade e feminilidade podem ser resgatadas (Ef 5.18-6.4).

Mas, afinal, o que significa ser masculino ou feminino?

Será que ser Homem significa ser bom de briga, artilheiro no futebol e ter capacidade de consertar qualquer problema mecânica? Ou ter "pelos no peito" e conquistar muitas garotas são provas da verdadeira masculinidade?

E quanto às mulheres, será que ser uma boa cozinheira é sinônimo de ser feminina? Ou ter um corpo "malhado" e ser sedutora são as marcas da verdadeira feminilidade?

A verdade é que as pessoas têm seus conceitos formados muitas vezes pelos amigos ou pela mídia e, portanto, suas bases neste assunto são seculares e mundanas.

A verdadeira definição de  masculinidade e feminilidade é uma questão, segundo a Bíblia, do coração - um coração que segue o padrão de Deus traçado para ambos os sexos, especialmente no contexto do casamento.

 Permitamos que Deus defina nossa sexualidade, e não a cultura. Em sua Palavra, Deus define o homem como sendo o "líder-servo" do lar, que ama, protege, providencia, educa, cuida e disciplina; e a mulher como sendo a "auxiliadora idônea", que cuida do lar, cria seus filhos, ama-os e ao marido (Confira: Gn 2:15-18; Pv 31:10-31; Ef 5:21-31; 1 Pd 3:1-7; 1 Tm 3; Tito 2:1-5).

Deus mesmo que nos deu a definição exata de nossos papéis como homens e mulheres, também nos deu, por meio da família, o privilégio de ensinar aos nossos filhos estes mesmos papéis. Provérbios 22.6 nos diz:

Ensina a criança no caminho em que deve andar e,  ainda quando for velho, não se desviará dele.

Com isso Salomão quer nos mostrar que criar nossos filhos à imagem de Deus exigirá treinamento e dedicação(Dt 6:4-9; Sl 78; Ef 6:4). Dedicação para abrirmos pacientemente uma "trilha" para nossos filhos e treiná-los perseverantemente para seguirem esta trilha aberta. É um processoabrangente que demanda muito do nosso tempo, mas, se queremos de fato formar nossos filhos, devemos investir neles a maior quantidade de tempo possível com qualidade. Embora durante este demorado processo devemos ser sensíveis à natureza de nossos filhos, em nenhum momento podemos esquecer que nosso dever nele é sermos "pró-ativos". Ou seja, os pais devem antever as situações e buscarem sabedoria na Palavra para se prepararem para enfrentá-las, visto que o caminho natural da criança é estultícia e vergonha (Pv 29:15, 22:15). Todavia, este esforço para criar nossos filhos à imagem de Deus traz sua recompensa: a alma dos pais experimentará delícias! (Pv 29.17).