"CEIFAREMOS TUDO O QUE ESTIVERMOS SEMEANDO"

06/08/2011 11:48

  Você é misericordioso ? 

 
 
 

” Bem aventurado os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.” ( Mateus 5:7 )

Tamatoe, rei de Huahiné ( uma ilha cerca de 80 milhas náuticas a noroeste do Taiti ), tornou-se cristão em 1818, como resultado do trabalho de missionários da Sociedade Missionária de Londres. Alguns dos vizinhos pagãos de Tamatoe, numa ilha próxima, odiavam o cristianismo e decidiram queimar Tamatoe vivo, junto com alguns dos que se haviam tornado cristãos juntamente com ele.


A conspiração foi descoberta pelos cristãos e um bando deles escondeu-se perto da praia. Quando os inimigos saltaram das canoas, no escuro, foram desarmados sem sofrer nenhum dano físico. Agora sem armas, os pagãos tinham a certeza de que seriam executados de maneira cruel. Podemos imaginar a surpresa deles quando Tamatoe e seus companheiros cristãos passaram a tratá-los bem, explicando que Jesus ensinara Seus seguidores a serem bondosos com os inimigos.

Mas os cristãos foram além. Prepararam um suntuoso banquete e convidaram seus ex-inimigos a participarem da refeição com eles. Ao final do banquete, um dos chefes pagãos colocou-se em pé e disse que, por causa daquela inesperada bondade, ele havia decidido tornar-se um seguidor de Cristo. Outros fizeram o mesmo e dentro de alguns dias todos os ídolos pagãos na ilha deles foram destruídos, resultando na conversão do povo ao cristianismo.

A misericórdia que será alcançada pelos misericordiosos, não é necessariamente a misericórdia que os outros demonstram para conosco em retribuição àquela que estendemos a eles. Com freqüência, as “ternas misericórdias” dos outros são na verdade “cruéis”. ( Provérbios 12:10 ) Assim, uma tradução melhor de nosso verso provavelmente seja: ” elizes são os que têm misericórdia dos outros; Deus terá misericórdia deles.”

Esse é o tipo de favor imerecido de que todos nós precisamos; em certo sentido, somos “inimigos” de Deus ( Romanos 5:10 ), e Ele tem misericórdia de nós na mesma medida em que revelamos misericórdia ao nosso próximo. Esse é o mesmo princípio do perdão: Deus nos perdoa os erros assim como nós perdoamos os erros dos nossos semelhantes ( Mateus 6:12 ) Os cristãos de Huahiné aprenderam e posteriormente praticaram esse princípio.

Liberdade da Prisão Espiritual Estava… preso e fostes ver-Me. … Em verdade vos afirmo que sempre que o fizestes a um destes Meus pequeninos irmãos, a Mim o fizestes. ( Mateus 25:36 e 40 ).

Em seu livro Just for Today ( Por Hoje Só ), James Keller conta como numa tarde de janeiro de 1951, Sakuichi Yamada, uma garota japonesa cristã, aproximou-se do superintendente da penitenciária numa das menores cidades do Japão. Entregou-lhe um pacotinho que trazia o endereço dela como remetente, e pediu que ele o entregasse a um certo criminoso condenado. Depois saiu em silêncio.

O pacote continha livros cristãos e uma confortadora carta da garota. A carta concluía com estas palavras: “Aos olhos de Deus, um criminoso é Seu filho.” E a assinatura era, simplesmente: ” Uma estudante.” O superintendente da prisão entregou o pacote a um assassino que tinha sido condenado à execução por ter eliminado uma família de três pessoas.

Quando o sentenciado leu os livros e a carta, foi profundamente tocado e escreveu para Yamada. Confessou-se como um endurecido criminoso e reconheceu que tinha medo de morrer, mas que desde a leitura dos livros e da carta seu temor havia diminuído notavelmente.

Concluiu a carta dizendo: ” Quão grande é a misericórdia de Deus para comigo, este pecador. Que Deus a abençoe.”