" A BÍBLIA É SOBERANA"

26/07/2011 09:23

Catolicismo: A Bíblia é a autoridade única?

Quem é a Autoridade Final?

Antes de começar a examinar as doutrinas Católicas Romanas específicas, devemos determinar quem é a autoridade final.

Aqui encontramos nossa primeira grande discrepância. A Bíblia declara que ela é a única e final autoridade, enquanto o Catolicismo ensina que existem três autoridades finais. O Catecismo da Igreja Católica, de 1994, declara:

"Fica, portanto, claro que segundo o sapientíssimo plano divino, a Sagrada Tradição, a Sagrada Escritura e o Magistério da Igreja estão de tal modo entrelaçados e unidos, que um não tem consistência sem os outros, e que juntos, cada qual a seu modo, sob a ação do mesmo Espírito Santo, contribuem eficazmente para a salvação das almas." P. 38, #95Catecismo da Igreja Católica (1994)

De acordo com esta passagem, as Escrituras, a Tradição da Igreja (ensinos entregues através dos tempos), e o Magistério (a tarefa de dar uma autêntica interpretação da Palavra de Deus) são de igual importância. Ver também P. 35, #82 De acordo com a doutrina Católica, a Tradição da Igreja e o Magistério são tanto a Palavra de Deus como as Escrituras escritas.

"A Sagrada Escritura é a Palavra de Deus enquanto é redigida sob a moção do Espírito Santo. Quanto à Sagrada Tradição, ela "transmite integralmente aos sucessores dos apóstolos a palavra de Deus confiada por Cristo Senhor e pelo Espírito Santo aos apóstolos, para que, sob a luz do Espírito de verdade, eles por sua pregação fielmente a conservem, exponham e difundam."  P. 35, #81Catecismo da Igreja Católica (1994)

A questão óbvia é o que acontece quando estas três "autoridades finais" discordam entre si. O Catecismo dá a resposta:

"O ofício de interpretar autenticamente a palavra de Deus escrita ou transmitida foi confiado unicamente ao Magistério vivo da Igreja, cuja autoridade se exerce em nome de Jesus Cristo, isto é, aos bispos em comunhão com o sucessor de Pedro, o bispo de Roma." P. 36, #85 Catecismo da Igreja Católica (1994) 

É importante notar que quando o Catecismo explica que a tarefa de interpretar a Palavra de Deus foi confiada à "Igreja", está se referindo exclusivamente à Igreja Católica Romana. Esse é o caso através de todo o Catecismo. "A Igreja" refere-se sempre à Católica Romana.

O Catecismo repete a mesma doutrina, usando palavras diferentes:

"É dever dos exegetas esforçar-se, dentro dessas diretrizes, por entender e expor com maior aprofundamento o sentido da Sagrada Escritura, a fim de que, por seu trabalho como que preparatório, amadureça o julgamento da Igreja. Pois todas estas coisas que concernem à maneira de interpretar a Escritura estão sujeitas em última instância ao juízo da Igreja, que exerce o divino mandato do ministério de guardar e interpretar a Palavra de Deus." P. 42-43, #119 Catecismo da Igreja Católica (1994) 

Por conseguinte, o Catecismo conclui que a única autoridade final não é a Bíblia, mas o ensino em voga da Igreja Católica, uma vez que ela é a única qualificada para prover a "interpretação autêntica" da Palavra de Deus.

Mas a Bíblia concorda?

Se a Bíblia, a Tradição e os ensinos da Igreja Católica são todos, de fato, a Palavra de Deus, então a Bíblia vai concordar com este ensino. Infelizmente, para o Catolicismo, não é assim. De fato, é realmente o contrário. Deus declara na Bíblia que Sua Palavra escrita sempre tem sido e sempre há de ser - perfeita:

"As tuas palavras são em tudo verdade desde o princípio, e cada um dos teus justos juízos dura para sempre." Salmo 119:160

"As palavras do Senhor são palavras puras, prata refinada em cadinho de barro, depurada sete vezes. Sim, Senhor, tu nos guardarás; desta geração nos livrarás para sempre." Salmo 12:6-7

A Bíblia declara audaciosamente que ela é a única autoridade final.

"Santificados na verdade; a tua palavra é a verdade." João 17:17

No Livro de Apocalipse, Deus entrega esta afiada admoestação contra quem rasurar sua Palavra escrita:

"Eu, a todo aquele que ouve as palavras da profecia deste livro, testifico: se alguém lhes fizer qualquer acréscimo, Deus lhes acrescentará os flagelos escritos neste livro; e, se alguém tirar qualquer cousa das palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte da árvore da vida, da cidade santa, e das cousas que se acham escritas neste livro." Apocalipse 22:18-19

O Apóstolo Paulo avisa aos leitores da Bíblia como deveriam reagir contra os que ensinam doutrinas contrárias à Palavra de Deus escrita:

"Rogo-vos, irmãos, que noteis bem aqueles que provocam divisões e escândalos, em desacordo com a doutrina que aprendestes, afastai-vos deles, porque esses tais não servem a Cristo, nosso Senhor, e sim, ao seu próprio ventre, e, com suaves palavras e lisonjas enganam o coração dos incautos." Romanos 16:17-18

Paulo adverte os crentes verdadeiros a evitar qualquer pessoa que ensine doutrinas contrárias às escritas nas Escrituras. Ele também revela as conseqüências de crer em tais ensinos falsos:

"Mas ainda que nós, ou mesmo um anjo vindo do céu vos pregue (outro) evangelho que vá além do que vos temos pregado, seja anátema." Gálatas 1:8

Em seguida Paulo repete imediatamente:

"Assim como já dissemos, e agora repito, se alguém vos prega (outro) evangelho que vá além daquele que recebestes, seja anátema." Gálatas 1:9

Assim, quando a doutrina Católica contradiz a Palavra de Deus escrita, aqueles que vão de encontro às Sagradas Escrituras são amaldiçoados.

O autor de Provérbios entrega a mesma dura advertência a qualquer um que se atreva a mudar a Palavra de Deus escrita:

"Toda Palavra de Deus é pura; ela é escudo para os que nele confiam. Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso." Provérbios 30:5-6

A Palavra de Deus permanece para sempre!

Deus diz que sua Palavra foi escrita uma vez, a fim de permanecer para sempre.

"Para sempre, ó Senhor, está firmada a tua palavra no céu." Salmo 119:89

"A palavra do Senhor, porém permaneceeternamente..." 1 Pedro 1:25

"....a palavra de nosso Deus permanece eternamente." Isaías 40:8

"Pois fostes regenerados, não de semente corruptível, mas de incorruptível, mediante a palavra de Deus, a qual vive e é permanente." 1 Pedro 1:23

A Palavra de Deus é perfeita!

A Palavra de Deus não pode ser mudada, porque ela é perfeita em todo sentido:

"A Lei do Senhor é perfeita e restaura a alma..." Salmo 19:7

O Catolicismo proclama que somente o líder da Igreja Católica pode interpretar devidamente a palavra escrita, mas a Bíblia discorda:

"...nenhuma profecia da Escritura provém de particular interpretação. Porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana, entretanto homens santos falaram da parte de Deus movidos pelo Espírito Santo." 2 Pedro 1:20-21

Onde Deus quer que seu povo obtenha sua doutrina... de um padre - ou da Bíblia?

"Toda escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça." 2 Timóteo 3:16

Paulo não faz alusão alguma ao Magistério ou à Tradição da Igreja, pois o verso anterior diz:

"E que desde a infância sabes as sagradas letras que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus." 2 Timóteo 3:15

Desde que a Igreja Católica ainda não existia quando Paulo escreveu estas palavras, ele não poderia estar se referindo aos ensinos do Catolicismo.

Deus repartiu sua autoridade?

Como estes e centenas de outros versos deixam claro, Deus jamais deu a alguém autoridade para acrescentar ou mudar Sua Palavra. Ela é perfeita e completa, exatamente como ele a escreveu.

Uma das primeiras questões que você deve responder para você mesmo é: Deus violaria todas estas Escrituras só para dar ao Papa e à Igreja Católica o direito de mudar Sua Palavra, embora Ele tenha dito que jamais o faria?

Os Fariseus

Enquanto Jesus estava na terra ele publicamente hostilizava os Fariseus, líderes religiosos do seu tempo:

"E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens. Negligenciando o mandamento de Deus, guardais a tradição dos homens..." 
Marcos 7:7-8

Jesus estava aborrecido porque os Fariseus tinham colocado suas tradições acima da Palavra de Deus, porque Ele sabe que a Palavra de Deus conduz o povo à vida eterna, enquanto as tradições dos homens levam o povo à eterna destruição.

Embora esses líderes religiosos obedecessem todas as regras da sua religião, veja o que Jesus disse que os estava esperando:

"Serpentes, raça de víboras! Como escapareis dacondenação do inferno?" Mateus 23:33

Quando os Fariseus perguntaram a Jesus porque os seus discípulos transgrediam as tradições dos anciãos, Jesus respondeu-lhes com uma pergunta:

"Porque transgredis vós também o mandamento de Deus, por causa de vossa tradição?" Mateus 15:3

Jesus sempre colocou as Escrituras acima das tradições:

"Respondeu-lhes Jesus; Errais, não conhecendo as Escrituras nem o poder de Deus." Mateus 22:29

A Palavra imutável de Deus tem sido sempre a autoridade final, nunca as tradições dos homens.

"Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo." Colossenses 2:8

Os Cristãos do Novo Testamento sabiam qual era a autoridade final:

"Ora, estes de Beréia eram mais nobres que os de Tessalônica; pois receberam a palavra com toda a avidez,examinando as Escrituras todos os dias para ver se as cousas eram, de fato, assim." Atos 17:11

Para determinar se o que eles tinham ouvido era verdade aquelas pessoas foram à autoridade final, as Escrituras escritas. Jesus fala de Sua Palavra:

"...Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada.Quem não me ama não guarda as minhas palavras..." João 14:23-24

Considere estas palavras do apóstolo Paulo:

"Outra razão ainda temos nós para incessantemente dar graças a Deus; é que tendo vós recebido a palavra que de nós ouvistes, que é de Deus, acolhestes não como palavra de homens, e, sim, como em verdade é, a palavra de Deus..." 
1 Tessalonicenses 2:13

Quando Paulo pregava a Palavra de Deus para aquele povo, não era a doutrina Católica, porque o Catolicismo ainda não existia.

Conclusão

Deus não muda (Malaquias 3:6), porque Ele é perfeito. Seu Filho Jesus não muda (Hebreus 13:8), porque Ele é perfeito. Por que, então, iria a perfeita Palavra de Deus mudar?

Quando você ler o conteúdo deste livro, será forçado a decidir no que você acredita como autoridade final: na Palavra escrita de Deus ou nos ensinos e tradições da Igreja Católica?

Sua decisão se tornará crítica, quando você descobrir que os ensinos do Catolicismo são diametralmente opostos a todas as doutrinas que você examinará.

Você vai ficar do lado da Palavra de Deus ou das tradições dos homens?

"Passará o céu e a terra, porém as minhas palavras não passarão." Mateus 24:35

Nota: Uma vez que as Escrituras escritas estabelecem plenamente que elas são a única Palavra de Deus, o que for escrito neste livro como Palavra de Deus estará sempre se referindo à Palavra escrita de Deus somente, e não às Tradições e ao Magistério da Igreja Católica.

"...Seja Deus verdadeiro e mentiroso todo homem..." Romanos 3:4

Confusão: Doutrina Católica ou Bíblia

Após estudar o Catecismo, nesta edição mais recente, não se pode deixar de notar várias diferenças principais entre a doutrina Católica e a Bíblia.

Primeiro e mais importante é que ambos ensinam consistentemente doutrinas conflitantes. A afirmação do Catecismo de que a Bíblia e a tradição Católica trabalham em conjunto para promover a salvação das almas simplesmente não é verdade.

Segundo, o Catecismo contém uma lista interminável de regras sempre complicadas e confusas, as quais os Católicos devem seguir, a fim de agradar sua Igreja.

A Bíblia, por outro lado, é simples, direta, consistente e fácil de se entender. Aqui temos um exemplo:

Quem vai para o céu?

A Bíblia não poderia ser mais explícita sobre o assunto do destino eterno, sobre o que se espera num tópico tão importante:

"Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida; mas sobre ele permanece a ira de Deus." João 3:36

Aqui está outro exemplo. O próprio Jesus pregou:

"Em verdade, em verdade vos digo: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida." João 5:24

Isto é facílimo de entender. Agora vejamos o que diz o Catecismo sobre este assunto. Aqui temos a passagem exata:

"Com a nossa autoridade apostólica definimos que, segundo a disposição geral de Deus, as almas de todos os santos mortos antes da Paixão de Cristo (...) e de todos os outros fiéis mortos depois de receberem o santo Batismo de Cristo, nos quais não houve nada a purificar quando morreram, (...) ou ainda, se houve ou há algo a purificar, quando, depois de sua morte, tiverem acabado de fazê-lo, (...) antes mesmo da ressurreição nos seus corpos, e do Juízo geral, e isto desde a ascensão do Senhor e Salvador Jesus Cristo ao céu, estiveram, estão e estarão no Céu, no Reino dos Céus, e no paraíso celeste com Cristo, admitidos na sociedade dos santos anjos. Desde a paixão e a morte de nosso Senhor Jesus Cristo, viram e vêem a essência divina com uma visão intuitiva, e até face a face, sem a mediação de nenhuma criatura." P. 288-289, #1023Catecismo da Igreja Católica (1994) 

Quem jamais poderia entender isto?

Por que um conceito tão simples da Bíblia é tornado tão confuso? Claro que Deus deseja que todos entendam como alcançar o céu. Iria um Deus verdadeiro e amoroso fazer regras tão complexas, que ninguém pode entender, para alcançar o céu?

Considere também o seguinte verso da Escritura:

"Porque Deus não é de confusão; e, sim, de paz. Como em todas a igrejas dos santos." 
1 Coríntios 14: 33

Se Deus não é o autor desta confusa lista de regras Católicas, então, quem é?

Não seja enganado

A Bíblia sempre nos alerta quanto a sermos enganados pelos que complicam as coisas de Cristo:

"Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente, e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo." 
2 Coríntios 11:3

Estaria Deus tentando preveni-lo contra a Igreja Católica? Deus fez sua Palavra simples porque Ele está:

"Não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento." 2 Pedro 3: 9

Deus quer vê-lo no céu. Por isso é que Ele conserva Sua Palavra tão simples

Autor:
Rick Jones
Livro:
Por Amor aos Católicos Romanos


Fonte:
http://www.chick.com/reading/books/0221/0221_auth.asp