" TODO AQUELE QUE LÊ E GUARDA AS PALAVRAS DESTE LIVRO É BEM AVENTURADO " Parte 9

23/09/2011 11:37

 

As Outras Revelações no Livro de Apocalipse

Nós temos demonstrado que o livro de Apocalipse dá suporte e reforço a todas as outras profecias da Bíblia. Mas esse livro não está meramente limitado a confirmar o que já foi outrora profetizado, pois ele não é basicamente uma repetida proclamação dos ditos dos antigos profetas. Ele toca em muitas regiões da predição que os profetas do Velho nunca haviam conhecido e também derrama mais luz nas profecias do passado. No nosso estudo nós temos descoberto como as palavras desse livro sobre o anticristo coincidem perfeitamente com as profecias antigas. Mas agora nós veremos os sinais divinos de julgamento no livro de Apocalipse.

          A Bíblia frequentemente sugere que os sinais (não falsos sinais) de Deus são características dos últimos dias: “Haverá grandes terremotos, e em diversos lugares fome e pestilências; e haverá terrores e grandes sinais dos céus” (Lucas 21:11)­-“Eu mostrarei maravilhas acima nos céus, e sinais debaixo na terra; sangue, e fogo, e vapor de fumaça: o sol se tornará em escuridão, e a lua em sangue, antes que venha o dia do Senhor, o grande e notável dia” (Atos 2:19,20).

         O livro de Apocalipse mostra como Deus fará esses sinais. Certa vez, em tempos passados, Deus fez um pacto de maravilhas com a casa de Jacó, e esse pacto será cumprido durante o tempo da terceira divisão desse livro de Apocalipse: “Contemplem, Eu faço um pacto: diante do todo o teu povo Eu farei maravilhas que nunca se fizeram em toda a terra, nem em qualquer nação [e, portanto, maior do que quaisquer sinais que Deus fez no Egito]; e todo o povo no meio do qual tu estás verá as obras de Jeová; porque coisa terrível é o que faço contigo [porque os judeus estão espalhados entre as nações, a manifestação desses sinais será universal]” (Êxodo 34.10). o livro de Apocalipse fala de como Deus usará esses sinais para libertar os judeus.

         Os pecados do mundo aumentarão até que chegue o dia do ato mais gracioso de Deus. Nesse momento, a maneira mais graciosa de Deus lidar com a terrível situação da terra é a de ele punir o mundo: “Uivai; pois o dia do Senhor está perto; como destruição do Todo-Poderoso virá. Pelo que todos os braços se tornarão frouxos, e o coração de todos os homens se derreterá... Eis que vem o Dia do Senhor, cruel, com ira e ardente furor, para converter a terra em assolação e dela destruir os pecadores.” (Isaías 13:6-9). Esses sinais serão feitos não somente para destruir os pecadores, mas também para contrariar as maravilhas de mentira feitas pelo anticristo demonstrando, assim, o próprio caráter divino de Deus. Deus é Deus; satanás não é Deus. Portanto, o livro de Apocalipse registra as chagas que Satanás não pode curar, os terremotos que Satanás não pode parar, a ressurreição e o arrebatamento que Satanás não pode bloquear, e as correntes que Satanás não pode quebrar. Satanás não vai ser páreo para Deus!!!!! Os sinais dos céus serão mais poderosos que as maravilhas do inferno. Quão reconfortante isso é!

         Os muitos sinais registrados no Apocalipse são feitos diretamente pela mão de Deus. Essas coisas são sobrenaturais, e são milagres de Deus. (Sendo milagres, então são fatos, e por isso devem ser aceitos literalmente e não devem ser espiritualizados). Se compararmos o relato de Apocalipse com “o Dia de Jeová” ou “o Dia do Senhor” nas profecias do Velho Testamento, nós podemos descobrir o quão harmoniosas são as últimas palavras da Bíblia com estas profecias mais antigas.

         Obviamente, a terceira divisão do livro de Apocalipse toca também em coisas que ocorrerão depois do reino milenar, mas estas não são centrais para a nossa preocupação aqui e por isso nós não trataremos delas aqui.

 

Um Breve Sumário a Respeito das Coisas que Virão

 

         Creio que seria de grande ajuda concluirmos com um breve sumário dos eventos do fim dos tempos. A primeira coisa que está para acontecer é o arrebatamento dos crentes vencedores. Todos aqueles em cujas vidas a cruz trabalhou profundamente serão arrebatados. Mas aqueles que apesar de serem salvos ainda estão misturados com o mundo e comprometidos com pecados permanecerão na terra e passarão pela Grande Tribulação. Somente os santos vitoriosos e vigilantes estão prontos para serem recebidos (o resto dos crentes salvos passarão pela Grande Tribulação e serão recebidos ao soar da sétima trombeta). Tudo isso é concernente aos cristãos.

         Durante este tempo o Império Romano reviverá, e uma pessoa muito forte será o seu imperador. Ele receberá certos poderes de Satanás a fim de fazer sinais e prodígios de mentira. Ele se proclamará Cristo e roubará o coração de muitos judeus. Naquele período os judeus já terão retornado à sua terra natal, mas muitos deles são incrédulos. Eles reconstruirão o templo e restaurarão os seus antigos louvores e sacrifícios. Por temerem poderes externos, eles farão uma aliança com o Anticristo por sete anos para receber a sua proteção. Sem dúvida, haverá um remanescente dos que crêem na palavra de Deus e se opõem ao nome do falso Messias.

         No meio desses sete anos, haverá um sinal nos céus, pois o dragão vermelho (Satanás) será lançado para baixo dos céus para a terra. Ele estará cheio de ódio contra os santos de Deus – esses judeus que carregam o testemunho de Deus. Ele tornará o coração do Anticristo – o Imperador Romano – contra esses judeus.

          Mas enquanto Satanás perseguir esses que pertencem a Deus, Deus punirá aqueles que pertencem a Satanás. As “trombetas” e as “taças” mencionadas no livro de Apocalipse serão manifestações da ira de Deus contra o Anticristo e os habitantes da terra. Ao punir o mundo, Deus espera que eles se arrependam, mas o mundo persistirá no mal e não se arrependerá.

         Através do poder de Satanás, o anticristo quebrará o seu pacto, interromperá todos os sacrifícios e ofertas, e erigirá a imagem-ídolo – aquela asa da abominação – para que as pessoas a adorem. Os falsos profetas virão para persuadir as pessoas a adorar a imagem. Assim que a imagem é erigida, o remanescente irá imediatamente para o deserto. Embora Satanás usará muitos meios para destruí-los, Deus cuidará deles durantes os três anos e meio,

         Não tendo nenhum escoadouro para a sua ira, Satanás se voltará para perseguir aqueles crentes que não fora previamente arrebatados. Muitos serão martirizados. Mas ao soar da sétima trombeta, os crentes que ficarem na terra serão também arrebatados por que eles terão aprendido obediência através dos sofrimentos e terão sido agora aperfeiçoados.

         Então o Anticristo reunirá todas as nações para vir e atacar os judeus (a guerra do Armagedom). Os judeus fugirão da cidade (ver Zac. 14). Isso acontecerá na conclusão do último sete mencionado em Daniel, quando o Senhor Jesus virá dos céus com Seus santos e Seus pés tocarão o Monte das Oliveiras. Ele salvará os filhos de Israel e destruirá as nações que guerrearem contra Ele. Então começará o reino milenar.

      Isso é um esboço geral do livro de Apocalipse. No entanto, aqueles que crêem no Senhor e que têm sido fiéis, vigilantes, em prontidão, vencedores e em oração já terão sido arrebatados para os céus antes de essas coisas virem sobre o mundo. Não haverá necessidade de eles passarem pela Grande Tribulação. Por isso, nós devemos ter o espírito de arrebatamento agora. Nós devemos ter a experiência do arrebatamento no espírito antes que isso possa ser cumprido em nosso corpo. Nosso espírito deve ir para os céus antes, então nosso corpo o seguirá. Que possamos não estarmos envolvidos com as coisas desse mundo para que possamos ir quando a hora chegar. Os “poderes da era vindoura” (Hb 6.5) deveriam ser manifestos nas vidas dos santos hoje. Mas, muitos hoje parecem estar deficientes.

Senhor, serás Tu gracioso? Conduz-nos e guarda-nos para que possamos buscar a verdade, para que possamos ter a luz do futuro para iluminar nossa presente carreira, para que possamos deixar o futuro trono do julgamento de Cristo nos induzir a julgar a nós mesmos nos dias de hoje, e para que possamos provar da alegria futura agora assim como fortalecer nossa comunhão com o Espírito do Senhor hoje. Que não estudemos esse livro tão abençoado, como se fosse uma espécie de exame mental, mas que o estudo dele mude radicalmente nossas vidas e obras.

Amém.